fbpx

Contratar desenvolvedores: por que está ficando mais difícil para as startups?

A tarefa de contratar desenvolvedores tem se tornado um grande desafio para grande parte das startups. Com o grande aumento do uso de tecnologia nas corporações, ainda que seus serviços não sejam voltados à área de desenvolvimento, a necessidade de contratar desenvolvedores cresceu em um ritmo maior que o da entrada de tais profissionais no mercado de trabalho. 

O resultado desse fenômeno é um cenário em que o número de vagas a serem preenchidas é maior que o número de pessoas desenvolvedoras. Confira a seguir alguns aspectos que dificultam a contratação de pessoas desenvolvedoras:

Excesso de esforço

O quadro que acabamos de descrever gera outras consequências que podem dificultar o processo de contratar desenvolvedores. Um exemplo de tais consequências é o excesso de esforço que os Tech Recruiters precisam dedicar a um processo de contratação, já que são eles que entram em contato com as pessoas desenvolvedoras para oferecer oportunidades.

Os profissionais de desenvolvimento acabam não precisando buscar vagas de emprego. Na prática, deixa de existir a disputa de profissionais por uma vaga e passamos a observar uma disputa do mercado pelos talentos adequados aos negócios. Tal situação também prejudica as empresas financeiramente, já que o gasto que se tem para preencher uma vaga acaba sendo maior que o normal por conta da dificuldade.

Aumento de salários

Outro efeito do grande número de vagas para poucos profissionais é o aumento considerável no salário de pessoas desenvolvedoras. Como um reflexo da lei de oferta e demanda, o baixo número de tais profissionais no mercado de trabalho faz com que seus “preços” sofram uma “inflação”, especialmente pelo fato de as empresas precisarem buscar os talentos nas corporações concorrentes. Afinal, um salário mais generoso costuma ser um atrativo e tanto para que um profissional migre de uma empresa a outra.

Com os valores inflacionados, a tarefa de contratar desenvolvedores passa a ser ainda mais difícil, especialmente quando se trata de startups de menor porte e capacidade financeira. A dificuldade de oferecer um salário compatível com o mercado pode ser um fator que prejudica tanto a contratação de novos profissionais quanto a manutenção dos que já estão na empresa, tornando mais desafiadora a gestão de talentos em negócios relativamente menores.

Pouca força de marca

Um obstáculo para as startups que estão em seu início é a falta de uma marca forte, de um nome que seja tido como referência. Sem um histórico que torne a sua empresa desejada por profissionais, seja pelo ambiente, pelos produtos e serviços, pela cultura ou por qualquer outro motivo, fica mais difícil atrair e contratar desenvolvedores que, como mencionado acima, já vêm perdendo o hábito de procurar novas oportunidades no mercado de trabalho.

Senioridade artificial

Assim como o aumento de salários, outro atrativo para trazer pessoas desenvolvedoras a uma empresa é a chance de ocupar um cargo mais alto em relação aos que ocupam atualmente. Ao fazerem isso, entretanto, as corporações correm o risco de criar uma “senioridade artificial”, já que podem estar colocando um profissional não tão qualificado em uma função hierarquicamente superior para poder contratá-lo.

Normalmente, a atuação de pessoas desenvolvedoras de nível pleno ou sênior requer conhecimentos multidisciplinares, voltados a gestão de projetos e negócios em geral, além de uma quantia considerável de tempo de experiência na profissão. 

Dessa forma, é preciso tomar muito cuidado ao entregar tais funções a profissionais apenas com o intuito de atraí-los para a sua startup. Caso eles, de fato, sejam incumbidos das responsabilidades de profissionais de liderança, sua eventual falta de qualificação ou de experiência podem trazer resultados negativos ao seu negócio.

Então, como seria possível amenizar essas dificuldades na hora de contratar desenvolvedores?

Estude os interesses dos profissionais

Primeiramente, é importante entender o comportamento e o interesse dos talentos que sua startup deseja atrair. Há diversos fatores além do dinheiro que podem despertar o interesse de tais profissionais: flexibilidade de horário, oferecimento de cursos, plano de carreira diferenciado, opção de trabalho remoto e elementos de conforto no escritório são alguns exemplos. 

Muitas vezes, o simples fato de a empresa possuir uma mesa de sinuca e uma máquina de bebidas que os colaboradores possam usar à vontade, por exemplo, pode ser um enorme despertador de interesse para o público que você deseja ter em sua empresa.

Propósito da empresa

Outro fator que pode motivar talentos a fazerem parte de sua startup é o propósito de sua atuação. Além do produto ou serviço oferecido por sua empresa, a razão pela qual ela foi criada também é importante para muitas pessoas, sejam elas clientes ou parte da equipe. 

O fato de um negócio ter sido criado para ajudar causas ambientais, por exemplo, pode ser um fator muito mais importante que o salário ou os benefícios, pois pode fazer com que colaboradores se sintam parte de algo maior, motivados a contribuir por uma causa importante. 

O mesmo vale para empresas que não foram criadas com tal intuito, mas que levam o aspecto ambiental em consideração no momento de tomar decisões e promovem ações em benefício da natureza e/ou sociedade, por exemplo.

Investimento em capacitação regional

Realizar investimentos na capacitação de pessoas na sua região é uma possibilidade para aumentar a mão de obra disponível. Assim, cogite realizar parcerias com demais empresas com este mesmo interesse e com escolas, cursos técnicos e universidades para a formação de novos desenvolvedores. 

Palestras, eventos, concursos e cursos são ótimas opções para despertar o interesse do público e capacitar profissionalmente. Essa ação também faz com que a startup seja mais conhecida na região e, por se tratar de uma ação social, também pode contribuir com a sua reputação.

Criação de conteúdo

Através dos diversos meios de comunicação digital, é possível criar conteúdos úteis para profissionais do segmento. Assim, você pode auxiliar na capacitação de pessoas para além das fronteiras físicas, além de divulgar sua startup. Há diversas maneiras e formatos para realizar o contato com o público, como lives, palestras, artigos em blogs, posts e vídeos em redes sociais.

Esperamos que este artigo tenha ajudado a esclarecer as dificuldades na contratação de pessoas desenvolvedoras e que as dicas sejam úteis para que sua startup consiga trazer os talentos adequados ao seu negócio. Boa sorte!