fbpx

Node.js: por que esta tecnologia está crescendo?

Desenvolvida em 2009 por Ryan Dahl, a partir de uma função client-side, a tecnologia Node.js é aplicada também como server-side, mas engana-se quem pensa que ela é uma linguagem de programação. 

O Node.js não é uma linguagem própria e nem mesmo um framework JavaScript, mas sim um ambiente capaz de empacotar todas as funções necessárias para que os códigos JavaScript sejam executados. 

O intuito deste conteúdo não é simplesmente explicar como a tecnologia funciona, mas explicar porque ela está ganhando cada vez mais espaço no mercado. E para saber, basta continuar a leitura!

Por que o Node.js se tornou tão atrativo?

Esta tecnologia mostra grandes vantagens aos programadores, principalmente quando se trata de desenvolvimento web full-stack, já que ela funciona como um facilitador de diversos processos, permitindo uma maior economia de tempo na hora de trabalhar em um projeto.

Isso porque o Node.js faz com que a linguagem JavaScript possa ser utilizada tanto no desenvolvimento front-end como no back end, além de permitir que os códigos sejam executados em um ambiente fora dos navegadores. Assim, garante uma melhor organização do projeto, o que é essencial a todo e qualquer programador. 

Utilizado para a construção de API’s, principalmente no desenvolvimento web, também pode ser muito útil para aqueles que desejam trabalhar em projetos de aplicações desktop e desenvolvimento de chatbots, por exemplo. Mesmo assim, existe uma infinidade de possibilidades para a utilização do Node.js no dia a dia de programadores dos mais variados segmentos.

Um dos itens responsáveis para que toda essa mágica aconteça, é o V8, a máquina virtual do Google, que realiza uma interpretação de códigos JavaScript, permitindo a aceleração do desempenho de aplicações através da compilação destes códigos para o formato nativo de máquina antes mesmo de executá-los.

Além das diversas formas de utilização, a versatilidade do Node.js chega até os sistemas operacionais, sendo compatível com a tríade Mac, Windows e Linux, o que significa que é possível desenvolver aplicações diferentes através de um único código na linguagem JavaScript.

Mesmo que você me diga que não conhece sobre esta tecnologia, provavelmente já se deparou com ela em algum momento da sua carreira. Isso porque ela está embutida em tecnologias como o Grunt, Webpack e NPM, por exemplo. E, é claro, se você é um desenvolvedor front-end que trabalha com JavaScript, já teve que utilizar o Node em algum momento, seja em frameworks como React ou Angular, seja em outras bibliotecas. 

Por último, mas não menos importante, vale ressaltar que esta tecnologia, quando comparada a outras tradicionais, é muito leve e não exige grandes recursos de computação da máquina em que você irá codar, principalmente quando se fala de memória RAM.

Onde aprender sobre Node.js?

Existem diversos cursos, em inúmeras plataformas, nos quais é possível aprender um pouco mais sobre os conceitos que permeiam a tecnologia Node.js e também como ela pode ser aplicada em um projeto. 

A dica abordada neste assunto é referente à uma série de conteúdos desenvolvidos pela Microsoft Developers que abordam os conceitos iniciais do Node.js em uma série de 26 vídeos. Além das aulas, ministradas por Yohan Lasorsa, são disponibilizados materiais de apoio para complementar os seus estudos.

Conhecer de forma ampla sobre as inovações no mercado da tecnologia é imprescindível para que você possa se colocar bem no mercado de trabalho e garanta oportunidades condizentes com a sua carreira. 

Carreiras em Node.js

Falando em carreira, se você já é desenvolvedor e deseja atuar profissionalmente com Node.js, te convido a conhecer mais sobre o nosso ecossistema e as oportunidades que a EZ.devs oferece relacionada à esta e outras tecnologias de JavaScript.

Aqui, além de atuar nesta área, você estará em contato com empresas que oferecem desafios técnicos alinhados com a sua carreira. Por isso, não deixe de conferir a nossa página de talentos clicando aqui.