fbpx

5 Dicas para liderar uma equipe de desenvolvimento remota

O home office já era uma estratégia que estava sendo pensada por muitas empresas antes mesmo da pandemia de Covid-19. Uma transformação que seria implementada aos poucos, mas que devido à crise sanitária, se tornou praticamente a única alternativa para assegurar o bem-estar dos colaboradores. Com isso, a missão de gerenciar times à distância ficou ainda mais difícil. Principalmente quando se trata de TI, coordenar uma equipe de desenvolvimento, por exemplo, é algo que merece a atenção dos gestores, para garantir a qualidade e a produtividade nos projetos do dia-a-dia.

Pensando nos desafios que podem ser encontrados na hora de gerenciar remotamente os times de desenvolvimento da empresa, trouxemos neste artigo algumas dicas para liderar estas equipes remotamente e ainda assim garantir resultados promissores. Continue a leitura!

Quais são estes desafios e como solucioná-los?

A grande dificuldade de se adotar o regime de home office em projetos que demandam o trabalho em equipe é manter o entrosamento entre os membros envolvidos de forma que o grupo se mantenha bem organizado e coeso. Isso porque a comunicação interna fica prejudicada devido à distância, já que mesmo com as diversas plataformas e softwares disponíveis para fazer contato com outras pessoas, não há nada melhor do que conversar presencialmente, sem se preocupar com a conexão ruim ou qualquer outro erro nas ferramentas digitais. 

Outro desafio que vale ser destacado é que muitas empresas tratam as equipes remotas da mesma forma como se estas estivessem em um regime presencial, onde há uma interação entre os colaboradores em tempo integral e é possível discutir ideias, oferecer feedbacks e resolver problemas a qualquer momento do dia. 

Ter equipes trabalhando remotamente é, sem dúvidas, uma excelente opção para inovar no mercado de trabalho e até mesmo garantir o crescimento da empresa. Pesquisas indicam que funcionários que passam alguns dias da semana trabalhando fora da sua sede, tendem a ser ainda mais engajados. Para isso, no entanto, é necessário se atentar a alguns pontos como organização, comunicação eficiente e também estratégias para a motivação dos colaboradores. 

Aqui vão algumas dicas para garantir uma boa liderança das suas equipes de desenvolvimento!

Invista em ferramentas

A utilização de softwares e ferramentas que contribuem para a organização e até mesmo para a comunicação interna é essencial para que haja uma otimização dos processos e o aumento da produtividade dos membros. Se você trabalha com uma equipe de desenvolvimento, nada mais justo do que utilizar a tecnologia a seu favor, não é mesmo?

Seja para designar tarefas, fazer reuniões com o time e armazenar arquivos, por exemplo, algumas plataformas são essenciais para se ter uma equipe coesa. Uma das opções mais aderidas pelas empresas é o GSuite, pacote de ferramentas do Google pensado para as corporações. Mas essas ferramentas não se limitam apenas a softwares. Pensar na adoção de metodologias ágeis no trabalho remoto, por exemplo, é algo que deve ser levado em consideração pelos líderes na hora de definir os objetivos que as equipes desejam alcançar.

Clareza na comunicação

As falhas na comunicação são comuns até mesmo no trabalho presencial e, ainda assim, elas podem trazer diversos problemas se não forem resolvidas a tempo. Com a distância entre os colaboradores, as chances de desentendimentos ocorrerem são ainda maiores e podem causar a impressão de que o trabalho remoto não funciona bem.

O fato é que, realmente, sem uma comunicação eficiente, o trabalho remoto que surge para otimizar, pode atrapalhar a equipe a alcançar os resultados esperados. Por isso, um bom líder é aquele que se preocupa com a comunicação interna, garantindo que não haja ruídos que atrapalham o desempenho e o engajamento do time. Uma forma de analisar como está a coesão da equipe é através das pesquisas de clima organizacional.

Cultura de feedback

Muito relacionada com a dica anterior, a ideia de aplicar e prezar pela cultura de feedback dentro do time e da empresa como um todo, incentiva uma colaboração de duas vias e não somente entre o líder e o liderado. Ao tornar as lideranças mais horizontais, os colaboradores se sentem mais confortáveis em pedir ajuda para solucionar os problemas que aparecerem, além de sentir que não estão trabalhando sozinhos, apesar do home office.

Procure entender o que se passa com cada liderado através de bate-papos individuais e alinhamento de expectativas, uma boa maneira de fazer isso é através de reuniões one-on-one. Prezar por feedbacks construtivos, tanto entre o líder e os liderados, como até mesmo entre a equipe é uma ótima saída para tornar o trabalho remoto mais agradável e eficiente.

Fuja da microgestão

A microgestão acontece quando os gestores não possuem confiança na própria equipe que lidera e, por isso, fiscalizam cada movimento dos colaboradores e controlam até mesmo o modo como eles trabalham. Um ambiente de trabalho que funciona através da microgestão, onde o líder delega responsabilidades sem dar autonomia aos demais é extremamente prejudicial e afeta diretamente o bem-estar e a produtividade dos envolvidos, que culmina em resultados insatisfatórios para a empresa. 

No sistema remoto, diferentemente do presencial, não é possível verificar com os próprios olhos como e no que as pessoas estão trabalhando e isso pode afetar na autoconfiança do líder em delegar responsabilidades e também na confiança que ele tem para com a sua equipe de desenvolvimento e deve ser exatamente ao contrário, o gestor precisa acreditar que o time executará o trabalho da melhor forma mesmo sem ele estar supervisionando-os a todo momento, tendo sempre sensibilidade e empatia para com os colaboradores.

Estimule a integração

Quando estamos trabalhando presencialmente, é muito mais fácil criarmos relações de proximidade com outros profissionais do que quando cada um trabalha em sua própria casa. Por isso, vale apostar em atividades que estimulem a troca de ideias e o bate-papo entre os membros, principalmente para tratar de assuntos que não envolvem o trabalho. 

Alguns exemplos de atividades são as confraternizações, noite de jogos e até mesmo um happy hour online para o time. Com certeza, este tipo de descontração ajudará a melhorar o entrosamento, engajamento e até a produtividade da sua equipe de desenvolvimento.

Seguindo estas dicas, com certeza o trabalho remoto na sua empresa se tornará muito mais eficiente e garantirá bons resultados!

Públicações relacionadas

Employer Branding: Como a sua cultura pode atrair devs

Você já parou para pensar que sua empresa pode estar afastando os talentos ao invés de atraí-los? Em um período Ler o artigo completo

Time de tecnologia: Tenha uma visão mais ampla para escalar seu produto

Para vencer os desafios de escalar o produto da sua startup, ter um time de tecnologia multidisciplinar e ágil é Ler o artigo completo

Tenha um time de tecnologia de alta performance

Para garantir o bom desenvolvimento de um time de alta performance no desenvolvimento de um projeto de tecnologia, é necessário Ler o artigo completo

As novas relações entre desenvolvedores e as empresas

A busca incessante por pessoas que trabalham no setor de tecnologia fez com que estes profissionais ditassem, a partir de Ler o artigo completo

Veja todos os nossos artigos