Acerte em novos colaboradores: saiba o que é um headhunter

O bom funcionamento de uma empresa depende de diversos fatores: agilidade, renda, equipamentos… Contudo, sem um deles é impossível conseguir qualquer resultado positivo. Estamos falando do capital humano. Possuir uma equipe composta por membros qualificados pode ser um dos grandes diferenciais em relação aos concorrentes. Por isso mesmo é importante compreender o que é um headhunter.

Afinal, como um headhunter pode ajudar a compor o seu time de profissionais? Bom, esse profissional atua justamente na busca por peças necessárias para o funcionamento de um negócio. Apesar do nome intimidador (algo como caçador de cabeças, em inglês), esse profissional é relativamente comum em diversas empresas e possui características que podem agregar ao seu time. 

O que é um Headhunter?

Apesar da tradução literal já deixar bastante evidente qual é a atribuição deste profissional, sua função já é conhecida de longa data no Brasil como recrutador. O especialista será responsável por contribuir com a captação de pessoas no mercado. Seu objetivo é encontrar um profissional capaz de ocupar alguma vaga vacante ou nova dentro de uma startup.

O headhunter atua, então, como um facilitador, tentando otimizar a busca por um membro adequado; tanto à necessidade da empresa, quanto o próprio perfil do empreendimento. Para isso, é claro, o recrutador deve possuir algumas qualidades para distinguí-lo de outros na execução deste mesmo processo.

Quais é a sua especialidade?

Antes de tudo é preciso compreender que esse profissional não possui uma capacitação específica, como um curso superior ou técnico. Na verdade, o principal atributo de um headhunter é ser uma pessoa extremamente bem relacionada dentro do mercado. Sendo assim, uma das suas principais expertises é possuir um bom conhecimento, tanto de profissionais quanto de empresas.

Isso não exclui, é claro, a possibilidade de que o recrutador possua uma graduação, por exemplo — o que pode ser, inclusive, um diferencial. Além disso, ele também deve possuir um ótimo senso crítico. Apesar de ser uma qualidade para qualquer pessoa, em um headhunter ela é indispensável. Isso porque para conseguir adequar as pessoas corretas para um negócio de forma efetiva, com uma alta taxa de sucesso, é preciso ter um olhar preciso.

Mas, e o meu RH?

Algumas pessoas podem imaginar que a atuação de um recrutador abrangeria as funções de um time de Recursos Humanos. Entretanto, isso não é real. Primeiro, é preciso compreender que a função de um setor de RH não se restringe à aplicação de processos seletivos. Essa parte da empresa busca gerir o capital humano, melhorando as relações de trabalho e, assim, potencializando suas capacidades por meio de métodos e conhecimento teórico.

Enquanto isso, um headhunter possui uma atuação mais voltada ao conhecimento prático. Mesmo que diversas especializações possam auxiliar no seu desenvolvimento, esse profissional, essencialmente, utiliza sua rede de contatos e know-how para intermediar a busca por colaboradores adequados. Apesar da sensibilidade do recrutador ser fundamental para encontrar alguém adequado para o clima empresa, ele não atua diretamente na qualidade das relações humanas lá dentro.

Ainda assim, um recrutador não inviabiliza a realização de processos seletivos, por exemplo. Mesmo que tradicionalmente o headhunter seja responsável por fazer a entrevista com as pessoas que considerar aptas, dificilmente a empresa abrirá mão de processos seletivos. Ambos podem caminhar juntos.

Mantenha uma relação próxima

Agora que já está mais claro o que é um headhunter, uma coisa deve estar óbvia: de nada adianta ter acesso à esse profissional sem um bom canal de diálogo. Não importa se ele é um funcionário ou um prestador de serviço, o recrutador deve compreender perfeitamente qual pessoa ele está buscando. Traçar um perfil preciso é essencial.

Para isso, é importante que o profissional tenha uma relação direta com líderes — especialmente da área que possui uma vaga. Sem esse contato, tudo fica mais difícil. A falta de diálogo pode dificultar o trabalho do headhunter, resultando em mais demora para encontrar um profissional.

Essa é uma via de mão dupla, já que o recrutador também precisa conhecer bem a empresa para a qual está prestando o serviço. Só assim ele conseguirá encontrar alguém capacitado e que se encaixe perfeitamente não apenas na vaga, mas também no ambiente de trabalho.

Compartilhar:

Gabriel
Último artigo
Conheça os desafios da transformação digital
Próximo artigo
Querendo contratar um headhunter? Saiba o que observar