fbpx

Áreas da tecnologia: descubra como estruturar na empresa

Negócios
As áreas da tecnologia têm mudado rapidamente a forma como são realizados os negócios e a estrutura de execução de operações no ambiente corporativo. Isso abriu portas para recriar, manusear e inventar novas ferramentas. Para acompanhar esse ritmo, as empresas de outsourcing são essenciais!

A transformação digital tornou o papel da TI no ambiente corporativo um grande diferencial. Por muito tempo, os profissionais das áreas de tecnologia foram aproveitados apenas para realizar reparos nos maquinários. Hoje, eles são peças de grande importância nas organizações.

A TI auxilia o líder empresarial a impulsionar o potencial de crescimento do negócio, melhorar a presença da organização no mundo digital e oferecer valor em termos de produto, serviço e atendimento. Porém, os empreendedores devem ficar atentos: estruturar áreas da tecnologia não é apenas automatizar processos e reduzir custos. É entender que todos estão conectados — o cliente, o fornecedor e, principalmente, o concorrente.

Em resumo, todas as atividades de um negócio dependem da tecnologia para se destacarem no mercado. Mas, afinal, como estruturar as áreas da tecnologia na organização? É uma realidade possível? Continue a leitura e saiba mais!

Qual a importância das áreas da tecnologia nas empresas?

O maior desafio das empresas é visualizar as oportunidades e as possibilidades. Isso acontece, especialmente, pela falta de alinhamento entre as metas e os indicadores de desempenho entre os setores.

Se um dos setores da empresa perde dias ou meses para elaborar uma estratégia e entregar uma proposta que é negada ou mal executada por outro setor, consequências significativas podem levar a conflitos e gerar frustrações para toda a equipe. A companhia terá um cenário em que os recursos são mal distribuídos, há perda constante de competitividade e dificuldades de planejar um fluxo de trabalho de qualidade.

Os indicadores são fundamentais para melhorar o acompanhamento das tarefas. Sem eles, a empresa tem dificuldades para rastrear problemas e entregar um trabalho de qualidade.

Para solucionar esses desafios, uma boa alternativa é voltar as atenções da empresa para as áreas da tecnologia. Dentro da organização, elas servem de apoio para a criação de uma grande teia integrada, em que todos os setores passam a trabalhar em conjunto, desde a fase de planejamento até a fase de execução.

Ela também entrega os recursos necessários para o gestor visualizar, gerenciar, criar e analisar um conjunto de indicadores de modo centralizado e prático. Com isso, a companhia poderá tomar decisões mais ágeis e práticas.

Esse compartilhamento de dados e a integração proporcionada com o apoio das áreas de tecnologia serão a chave para o sucesso do negócio em médio e longo prazo. Geralmente, quando a tecnologia da informação é mal gerenciada ou recebe pouca atenção por parte de gestores e administradores, a empresa deixa de absorver uma série de vantagens competitivas.

Por isso, é fundamental que o empreendedor avalie sua estrutura e invista em melhorias, sempre focando o papel de destaque que a transformação digital pode ter para o empreendimento. Isso passa principalmente pelas novas tecnologias, que são mais acessíveis, escaláveis e fáceis de serem utilizadas.

Imagine, por exemplo, a equipe de vendas e o setor de TI mantendo a comunicação e o controle de clientes por meio de planilhas e meios manuais. Esse processo é demorado e pode levar a erros que resultam em prejuízos financeiros e econômicos para o negócio.

Ao investir nas áreas da tecnologia na organização, é possível integrar as informações com foco na gestão de relacionamento com o cliente (Customer Relationship Management, ou CRM, em inglês), por exemplo. Isso dará mais capacidade para a companhia compreender a melhor forma de prestar suporte, as estratégias mais funcionais, e os meios de encantar e manter o consumidor fidelizado.

Ou seja, ao adequar os processos às novas tecnologias, buscar a automação das tarefas e fazer updates na estrutura física, a companhia poderá eliminar processos morosos e gaps de produção.

Quais as vantagens de investir nas áreas da tecnologia?

Contar com o apoio das áreas da tecnologia pode levar a uma série de impactos positivos para a sua empresa. Juntos, eles permitem que a empresa tenha alto nível de competitividade, performance e agilidade operacional. Vejamos com mais detalhe as principais vantagens de investir nas áreas da tecnologia nos negócios!

Maior segurança da informação

A informação é um item de extrema importância nas empresas. Afinal, é por meio dela que os gestores tomam suas decisões, os processos podem ser melhorados ou a estrutura de negócio pode ser mudada para alcançar melhores resultados. Mas, para que ela seja garantida, a companhia precisa, continuamente, lidar com ameaças, reduzir riscos e maximizar a qualidade dos seus serviços prestados.

Nesse cenário, investir nas áreas da tecnologia pode ser o ponto base para ter uma visão mais abrangente sobre a infraestrutura. Dessa forma, será mais fácil implementar mecanismos e ferramentas que possibilitem cortar riscos e maximizar a confiabilidade das rotinas que dependam de dados.

Maior confidencialidade nos serviços corporativos

Com o apoio das áreas de tecnologia, a empresa poderá aumentar a confiabilidade dos seus serviços. Os profissionais terão mais meios para garantir que os acordos serão executados, uma vez que haverá mais flexibilidade, integração e mobilidade no ambiente corporativo. 

Mais integridade para os dados internos

A integridade das informações disponíveis no ambiente interno é fundamental para o sucesso da empresa. Se faltam registros confiáveis, a companhia terá dificuldades para prestar os seus serviços e tomar decisões de qualidade.

O apoio das áreas da tecnologia permite que o negócio utilize métodos de gestão em que os dados e informações não são alterados conforme o tratamento e as pessoas envolvidas na análise, ou seja, que não sofram mutações ao longo do processo.

Em outras palavras, as áreas da tecnologia com foco na segurança da informação passam a cuidar da preservação das características originais das informações e dos métodos de processamento. Assim, garantem que o negócio siga práticas legais quanto ao tratamento do conteúdo gerado, para posterior análise, podendo aproveitar os registros internos de modo profundo.

Maior disponibilidade

A integração com as áreas de TI internas possibilita que a infraestrutura de TI seja formulada para gerar mais competitividade e disponibilidade de recursos. Isso significa que todos os sistemas estratégicos utilizados pela organização passarão a ser controlados e monitorados com precisão e eficiência.

Powered by Rock Convert

Quanto maior for o nível de alinhamento, portanto, maior será o valor da empresa diante dos clientes e em relação à concorrência. Afinal de contas, ela terá uma infraestrutura de TI que permite aos times internos serem mais eficazes, inteligentes nas suas escolhas e preparados para lidar com as demandas do mercado.

Possibilidade de ter um suporte técnico de qualidade

Contar com ferramentas e métodos arcaicos não comporta as novas necessidades dos clientes e da empresa moderna. As áreas da tecnologia possibilitam que a organização conte com suporte técnico desde a fase inicial do negócio.

desenvolvimento de soluções tecnológicas é cada vez mais simples e rápido. Por isso, é preciso realizar uma boa pesquisa de mercado para conhecer as opções disponíveis e investir nas áreas da tecnologia com o máximo de confiança e precisão.

Com um bom suporte técnico, é possível verificar problemas com antecedência e melhorar a infraestrutura da organização como um todo. Ao investir em tecnologia, há suporte técnico durante todas as etapas produtivas e no crescimento dos negócios.

Qualidade de software

Investir nas áreas da tecnologia significa trazer aos negócios processos otimizados e que gerem bons resultados. No entanto, isso depende de uma série de fatores, como é o caso de um bom software. Para que a infraestrutura da informação alcance seu real objetivo, é preciso contar com um software de qualidade e ter o apoio de bons profissionais.

A parceria entre a equipe interna e a externa também é decisiva no sucesso. É preciso que as empresas mudem a ideia de que investir em tecnologia é um gasto e vejam que é um investimento com excelentes retornos.

Isso significa que ela é uma importante aliada dos negócios e uma ótima estratégia diante da concorrência. Ao alinhar os times, é possível atingir esse objetivo e tornar a TI uma solução estratégica para a companhia. Para isso, o outsourcing (terceirização) de serviços de tecnologia pode ser essencial.

O que é outsourcing?

Outsourcing é um termo em inglês que é comumente traduzido como “terceirização”, que é a prática de obter serviços de uma terceira parte especializada. Com isso, sua empresa pode se concentrar nas atividades intimamente ligadas com os produtos ofertados para o público em vez de se dedicar a ações secundárias.

Isso não significa negligenciar a responsabilidade. Pelo contrário, a terceirização surgiu da conclusão de alguns negócios de que é impossível realizar uma capacitação aprofundada a todas as áreas de uma empresa. Assim, torna-se mais produtivo e eficiente delegar essa tarefa para uma empresa de outsourcing. Isso abrange tanto funções meramente operacionais, como limpeza e segurança física, quanto setores estratégicos, como o TI e os Recursos Humanos.

É um conceito muito mais amplo do que aquele do senso comum, que se restringe à contratação de pessoal, já que abrange outras ações, como consultoria, treinamento de pessoal e fornecimento de produtos. Por exemplo, ao terceirizar uma infraestrutura de software, você poderá contar com o fornecimento de PCs e servidores, treinamento do pessoal, consultores, softwares e também profissionais especializados nas ferramentas contratadas.

Quais as vantagens de contar com empresas de outsourcing na TI?

Vantagens de custo

O grande benefício que toda a empresa busca ao terceirizar seus serviços é a redução de custos. Afinal, é possível reduzir os riscos com alguns direitos trabalhistas, que podem afastar um colaborador, como a licença maternidade. Na terceirização, caso um empregado precise se afastar, a terceira parte fica responsável por substituir a mão de obra sem custo adicional para você.

Mas a grande economia vem do fato de que os colaboradores terceirizados já vêm treinados e capacitados. Recrutar e treinar uma equipe de TI pode ser muito caro, visto que há uma gama muito ampla de subáreas e pouca uniformidade de ferramentas e linguagens de programação.

Maior flexibilidade para o seu orçamento

Quando você terceiriza, há uma conversão dos custos fixos com salário e tributos em custos variáveis, pois você estará vinculado a um contrato esporádico com uma outra empresa privada. Com isso, você ganha poder de negociação e de escalamento. Quando for preciso reduzir a equipe terceirada, bastará conversar com o terceirizador.

Colaboradores mais experientes

Profissionais experientes em TI são muito raros no mercado, visto que a maioria dos cursos de formação em TI surgiram na última década. Grande parte desses talentos está em empresas especializados, que costumam oferecer serviços de terceirização. 

Maior qualidade operacional

Como você terá profissionais capacitados e experientes, eles conseguem fazer mais em menos tempo, pois já estão no ápice da curva de aprendizado das ferramentas de TI. Isso pode, inclusive, beneficiar outros funcionários, pois, na convivência no ambiente de trabalho, eles ensinam um pouco do que sabem. 

Melhora do atendimento a demanda de usuários

Como os terceirizados têm um conhecimento profundo das ferramentas digitais que eles operam, são muito mais ágeis e efetivos em solucionar os problemas dos usuários. Na contemporaneidade, os clientes são muito pouco tolerantes a qualquer demora na resolução de suas demandas — e qualquer insatisfação pode comprometer permanentemente o relacionamento com a empresa.

O que fazer para investir nas áreas da tecnologia com sucesso?

Investir nas áreas da tecnologia na empresa requer colaboração não apenas de líderes e suas equipes, mas de toda a estrutura organizacional. Setores como o de criação de produtos, de vendas, de atendimento ao cliente e demais que participem direta e indiretamente dos processos produtivos precisam trabalhar lado a lado para fornecerem dados relevantes ao time da TI, para que ele possa fazer bons investimentos.

Em outras palavras, investir nas áreas da tecnologia não implica fazer com que um setor seja mero executor de tarefas de outra área, mas que as ações sejam integradas, inter-relacionadas e codependentes, ou seja, com foco na criação de um novo modelo de negócio diante das novas exigências de mercado.

Há também a necessidade de focar as tendências e os modos como elas afetam as receitas da companhia. Nesse sentido, é possível apontar como boas práticas para o investimento em TI:

  • avaliar a viabilidade de adotar a nuvem;
  • ter metodologias modernas ao investir em softwares próprios;
  • não ignorar a segurança digital;
  • considerar demandas e objetivos internos;
  • avaliar como a tecnologia pode auxiliar o negócio a ser mais alinhado com as tendências do setor.

As empresas que investem em tecnologia da informação aumentam a sua quota de mercado, garantem boa margem de competitividade e passam a ter uma visão precisa do futuro. Isso possibilita planejar a jornada de negócio de forma efetiva e resolver problemas com mais flexibilidade e antecedência, garantindo, ao mesmo tempo, a escalabilidade (crescimento futuro) do negócio. 

Com isso em mente, sempre considere o apoio das áreas da tecnologia e empresas de outsourcing para tornar a companhia mais competitiva. Isso auxiliará gestores a buscarem mais meios para otimizar o seu fluxo de trabalho, criar mais inovação e qualidade com serviços e produtos que contenham alto nível de inovação. Para colher todos esses benefícios, invista no outsourcing de TI. 

O nosso post foi útil? Para continuar bem informado, siga agora mesmo nossas redes sociais. Estamos no FacebookLinkedIn e Instagram!

Entre com seus dados para a ligação.