Como ser um RH humanizado e quais maneiras de agir para isso valer na prática?

Negócios

O coração de qualquer empresa é o setor de recursos humanos e a gestão no geral, é a partir dali que se propaga a cultura e a forma de lidar com as pessoas se torna espelho para quem entra em contato. Como agir para ser um RH humanizado e fazer isso valer na prática?

Ser um RH humanizado vai além da forma de tratar as pessoas, é sobre não ver o seu time como números ou robôs, sobre se preocupar com uma comunicação assertiva, sobre o cuidado com a história de cada um. É sobre se colocar no lugar do outro, entender as frustrações e dias ruins, é sobre pensar também em bem estar e não só em resultados.

A essência para saber lidar de forma humanizada, dá início a partir do momento em que se colocar no lugar do outro torna-se costume, pensar por exemplo que, tem dias ruins e  outro bons, um dia tech recruiter e no outro candidato, um dia na produção e no outro direto para o RH, um dia recebendo sim e no outro várias negativas. E então, refletir antes de qualquer ação.

Dentro da ez.devs, o capital humano é o nosso maior patrimônio e por isso valorizá-lo é de muita importância. Temos vários exemplos de cuidados com o nosso pessoal e com os candidatos diariamente, vai desde a negativa de um processo até uma conversa com alguém do time sobre participações em atividades internas.

Dentro das negativas por exemplo, não é só simplesmente mandar a mensagem para o candidato dizendo o “não”. Talvez não seja o único não que a pessoa levou no dia, talvez seja um dia só de negativas, talvez um não mal dito piore o dia de buscas, talvez o impacto desse não seja muito maior que apenas uma informação. É pensando nessas possibilidades que nossas negativas sempre carregam o feedback junto, o motivo pelo qual não se dará continuidade ao processo da forma menos agressiva possível  e em seguida o pedido para participar da comunidade, plataforma na qual o candidato poderá além de ter acesso a novas oportunidades, também terá acesso a conteúdos.

Powered by Rock Convert

Em um outro processo com negativa, o candidato pediu sugestões para melhorar e ter a possibilidade de conseguir passar em alguma vaga. O time de tech recruiter além de mencionar o motivo pelo qual não deu seguimento, de forma leve, deu dicas para melhorar o LinkedIn dele e assim ser mais apresentável para recrutadores, e também incentivou a busca por conhecimento para sempre se manter atualizado. Dar atenção aos detalhes é o diferencial para agir de forma humanizada, a atenção dada nesse caso, sem dúvidas tornou a negativa menos pior.

Em situações de conversas nas entrevistas, explicamos sobre a empresa e cliente passo a passo com toda calma, sempre perguntando se existe alguma dúvida e afins. Deixamos os candidatos a vontade para mencionar sobre suas experiências, comentamos juntos e na hora de questionar, é de forma leve, sem pressão.

Quando há aprovação e o candidato começa a trabalhar dentro da ez.devs, a parte humanizada é toda atenção voltada para integração e acessos necessários as plataformas. Desde e-mails explicativos até o contato direto sobre alguma dúvida do novo parceiro.

Saindo dos processos de contratações e entrando para a relação com o próprio time, menciono a forma humanizada de lidar como: Cultura de feedbacks, informações dadas sempre muito claras e constantes, voz ativa por ter uma gestão aberta a escutar e receber sugestões. E atenção depositada sobre qualquer dúvida.

As atividades internas carregam muito a preocupação e humanização também, todo texto antes de ser enviado individualmente ou no grupo, é antes validado por alguém. Nenhuma atividade é de participação obrigatória, é de grande importância que se sintam confortáveis com o conteúdo recolhido e publicado.

Um RH humanizado nada mais é que, dar atenção desde os pequenos detalhes até o fato de ser empático colocando-se em situações no lugar do outro, todo mundo tem dias ruins e está tudo bem, todo mundo tem frustrações e também está tudo bem, porque um candidato ou um colaborador também não pode ter? Nosso papel é não somatizar qualquer sentimento negativo que existe em qualquer ocasião e trabalhar para ser o melhor. Importar-se com as pessoas, torna seu recursos humanos como o próprio nome já diz: HUMANO!