Contratar desenvolvedor: saiba ser ágil e escale sua equipe de tecnologia

Confira com detalhes quais os principais passos a serem seguidos para driblar os desafios de contratar um desenvolvedor.

Contratar um desenvolvedor é um dos grandes desafios que toda startup em busca de crescimento encontra no mercado de trabalho. Sendo uma das áreas que mais estão em alta atualmente, existem muito mais vagas abertas do que profissionais dispostos a encontrar novos desafios ou que estão em busca de uma primeira oportunidade. Em razão disso, startups e scale-ups encontram problemas na hora de escalar seus times de tecnologia, algo que exige delas um esforço gigantesco para conseguir preencher uma única vaga.

Apesar de parecer difícil encontrar o profissional ideal, se você conseguir garantir que todos os passos de contratação e recrutamento sejam feitos de forma cautelosa e com certo rigor, terá muito menos problemas com contratações. Até porque, contratar um profissional que não se adequa as suas necessidades pode causar um prejuízo de até 20 salários para a sua empresa, segundo pesquisas.

Buscando te ajudar nesse momento de incerteza sobre como encontrar programadores para seu projeto, produzimos um artigo que detalha melhor quais são os principais passos a serem seguidos nesse desafio de contratar um desenvolvedor. Confira a seguir.

Dicas importantes na hora de contratar desenvolvedor

Na corrida pelos melhores talentos, vence quem tem mais cartas na manga. É necessário saber onde encontrá-los, como atraí-los e, principalmente, como avaliá-los. Somente desta forma, você consegue evitar erros fatais nos processos seletivos em tecnologia e sairá na frente dos concorrentes sem queimar a largada.

Pensando em como podemos te ajudar, elencamos neste artigo alguns hacks para contratar desenvolvedores com mais agilidade e assertividade nos processos seletivos. Estas dicas serão de extrema importância para que você não fique completamente perdido na hora de recrutar e selecionar novos talentos para o seu projeto. Pegue papel e caneta e anote todas elas!

Busque por indicações

Uma das maneiras mais confiáveis de se contratar um dev é recebendo alguma indicação de pessoas próximas. Afinal, uma recomendação indica que existe uma relação de confiança entre essas duas pessoas. Por conta disso, se a pessoa que te recomendou é de confiança, o profissional indicado também tem grandes chances de ser.

Essa é a maneira mais segura de se contratar um desenvolvedor, o problema é que ela depende do seu círculo de networking: se ele for pequeno e de pouca qualidade técnica, consequentemente a quantidade de indicação será em menor quantidade.

Caso o seu número de contatos seja reduzido, uma boa saída é construir um programa de indicações entre os próprios talentos que já atuam no seu time. O contato entre desenvolvedores é, muitas vezes mais próximo e, por isso, torna-se mais fácil encontrar outros profissionais através do seu próprio time.

Compare com outras vagas

Outra dica importante que pode ajudar na hora de contratar desenvolvedor é oferecer uma vaga atrativa ao profissional. Em razão disso, para ver se sua empresa está à frente de outras, pesquisa quais são os benefícios oferecidos pelos concorrentes e descubra se você pode chamar a atenção dos profissionais de forma mais fácil.

Dessa forma você consegue ter uma ideia se está dentro da realidade do mercado e se pode oferecer algo a mais para ter uma oferta de trabalho ainda mais atrativa. Sites como o ProgramaThor, Linkedin, Hipsters.jobs e GlassDoor são bons exemplos de onde encontrar vagas similares.

Encontre comunidades e esteja presente

Hoje o que não faltam são comunidades para desenvolvedores trocarem ideia sobre tecnologia. Meetups, Lives, Telegram e Slack são ótimos locais e ferramentas para você encontrar pessoas engajadas em uma determinada tecnologia. Desde comunidades mais fechadas, como uma específica de algum framework, ou até mais abertas sobre desenvolvimento em geral.

É importante você ficar de olho em todas elas, pois lá você consegue observar profissionais debatendo, tirando e resolvendo dúvidas de outros programadores. Assim você consegue descobrir talentos que ainda não foram reconhecidos e sair na frente nesta corrida por bons desenvolvedores.

Além disso, quando você e faz presente nestas comunidades, pode usar estratégias para cativar e atrair os desenvolvedores até o seu negócio. Esta tática, se utilizada da maneira correta, fará com que você saia na frente em um mercado de escassez de talentos, já que são os profissionais que decidem onde querem ou não trabalhar. Quando você os conquista, tem mais chances de realizar boas contratações no futuro.

Faça uso do LinkedIn

A dica anterior também pode ser aplicada às redes sociais, principalmente ao LinkedIn, já que a função principal desta rede é o relacionamento profissional, e não é atoa que ele é a maior base de profissionais de todas as áreas na internet. O que não falta lá são desenvolvedores. Dessa forma, é fundamental que a sua empresa se faça presente e cative os talentos.

Para saber exatamente como atraí-los, invista em pesquisas detalhadas com palavras-chave que correspondem ao tipo de profissional que sua empresa procura.

Pesquise utilizando filtros como localização e o nome da tecnologia que você precisa que você terá uma grande quantidade de profissionais para conversar. O próprio Linkedin possui uma ferramenta de recrutamento, compensa você analisar se faz sentido no seu contexto. Nós já utilizamos ela aqui, tem seus pontos positivos e negativos.

Neste vídeo, você encontrará algumas dicas utilizadas por diversos headhunters e que irão te ajudar na hora de buscar por desenvolvedores. Dá só uma olhada:

Após ter encontrado o que busca, é hora de investir em uma abordagem cativante e objetiva, que não esconde as principais informações sobre a oportunidade que a sua empresa está oferecendo e reflete os principais traços da cultura organizacional.

Como posso avaliar um desenvolvedor?

Uma das maiores dificulades para contratar talentos de forma assertiva, é organizar como será feita a avaliação dos perfis. Isso porque, além de ser uma área extremamente específica, com o aumento da demanda por talentos tech nas empresas, estes profissionais encontram muitas oportunidades ao mesmo tempo e podem acabar desistindo da oportunidade oferecida por você.

Por isso, a melhor forma de estruturar uma avaliação é investindo em um processo ágil e, ainda assim, completo. Logo abaixo, estão algumas dicas para a análise dos perfis de candidatos.

Avalie seu Github

Um dos maiores desafios na hora de contratar um desenvolvedor é avaliar o seu nível técnico. Por conta disso, um dos principais indicadores de habilidade técnica de desenvolvedores é seu Github. Ele é a principal fonte de códigos abertos de um desenvolvedor, ou seja, lá as pessoas podem colocar seus projetos pessoais ou estudos para que outros desenvolvedores possam contribuir ou visualizar.

Dessa maneira, com ele você consegue entender a experiência desse profissional e até avaliar a qualidade dos códigos desenvolvidos.

Realize entrevistas

A fase primordial em um processo seletivo é a entrevista, é aqui que você consegue validar tanto o fit cultural da empresa, quanto o respaldo técnico do desenvolvedor. Procure ser bem minucioso nas perguntas pois dessa maneira você consegue pegar inconsistência nos discursos das pessoas.

É importante entender em quais projetos paralelos a pessoa já trabalhou, qual o tempo de experiência com a tecnologia que precisamos e entendermos um pouco sobre a vida pessoal dela, sua metas pessoas e seus objetivos profissionais.

Faça testes técnicos corretamente

A grande maioria das empresas aplicam testes técnicos para avaliar o nível técnico dos profissionais, com eles o desenvolvedor é submetido a um desafio que esteja relacionado com a tecnologia que a empresa precisa. Um exemplo que gosto bastante é o da Pagar.me, pois eles conseguem colocar um desafio interessante e relacionado com os serviços da empresa.

Sendo sincero, aqui na EZ nós estamos reavaliando a questão dos testes técnicos, pois percebemos que com ele o processo seletivo se alonga muito e que quebra as expectativas do desenvolvedor que pretende fazer parte do ecossistema. Afinal, quanto mais você estende seus processos de seleção, maiores são as chances de os candidatos desistirem das oportunidades.

A questão dos testes técnicos é tão importante para o sucesso e a agilidade de um processo seletivo que fez com que buscássemos respostas dos próprios talentos de tecnologia para entender o quanto eles afetam o mercado do recrutamento tech. O resultado nos surpreendeu bastante, já que grande parte dos profissionais que responderam à pesquisa, relatam ter passado por experiências negativas durante esta etapa de avaliação.

Para te deixar a par destes dados e dar mais detalhes à respeito deste assunto, compartilhamos um pouco mais da análise que realizamos neste artigo: Testes técnicos: será que são mesmo necessários?, não deixe de conferí-lo!

Conclusão

Nesse artigo eu dou algumas dicas sobre como estamos fazendo para atrair e contratar desenvolvedores com mais facilidade (afinal, esse é o nosso core business).

Dessa maneira, a principal lição aqui é que você tem que testar o que é melhor para sua região, para a stack de tecnologia que você precisa e sempre pensar em inovar em relação aos concorrentes. Encare a contratação como uma venda, você tem concorrentes e precisa se diferenciar dos demais e um bom ponto de partida para isso é a sua cultura.

E se precisar de ajuda para escalar seu time de tecnologia de maneira rápida e eficiente, pode contar com a Ez, basta entrar em contato conosco por aqui.

Gabriel
Último artigo
Ansible: Conheça mais sobre esta tecnologia
Próximo artigo
Scrum no dia a dia: saiba como utilizá-lo