fbpx

Desenvolvedor remoto: 3 dicas para uma integração de sucesso com o time

Garantir a integração de um desenvolvedor remoto no seu time nem sempre é fácil. Para te ajudar, preparamos algumas dicas de como você pode investir nesta conexão entre os membros.

Desde o ano de 2020, devido à crise sanitária provocada pela Covid-19, manter os colaboradores atuando de suas casas se tornou algo cada vez mais comum entre empresas dos mais variados segmentos e tamanhos. Esta alternativa de trabalho fora do escritório não era algo novo, mas com certeza teve sua implementação acelerada devido às condições do momento. 

Você provavelmente já ouviu falar de tudo isso, mas é necessário fazermos essa contextualização para entender o que aconteceu após a implementação do trabalho remoto, mais especificamente do modelo de home office. O fato é que, mesmo com a possibilidade de uma retomada segura aos trabalhos presenciais, devido ao avanço da campanha de vacinação, manter os times atuando remotamente se tornou uma opção muito mais vantajosa a diversos empregadores, principalmente quando estamos falando de times de tecnologia.

Embora existam alguns mitos e desafios relacionados ao trabalho remoto, talvez o maior dos obstáculos esteja no isolamento. Mesmo com a crise global, já existiam empresas que praticam esse modelo de contrato e nos trazem importantes lições do home office, principalmente quando o assunto é a integração dos novos talentos.

Pensando nisso, neste conteúdo vamos falar um pouco mais sobre como você e sua empresa podem investir na integração dos desenvolvedores remotos, garantindo sucesso nas contratações de talentos tech. 

Continue a leitura para conferir as dicas!

Por que investir na integração dos talentos?

Engana-se quem pensa que investir na integração dos talentos é algo superficial ou até mesmo um “luxo” ao qual certas empresas se rendem. A verdade é totalmente o oposto disso, afinal investir em dinâmicas e estratégias de conexão entre os colaboradores é um dos fatores limitantes para a manutenção dos profissionais dentro da sua startup e, consequentemente, a garantia de sucesso do seu negócio.

Para tornar esta ideia mais palpável, o site de empregos Glassdoor divulgou números relacionados à retenção dos funcionários em empresas que investem em estratégias de integração e, neste caso, o percentual de permanência dos talentos é equivalente a 82%. Já os lucros e receitas podem, de acordo com o Boston Consulting Group, mais do que dobrar nestes negócios. 

Dessa forma, integrar um desenvolvedor remoto da forma correta é algo que beneficia não só o colaborador, mas sim as duas partes envolvidas nos negócios. No entanto, é preciso garantir que a experiência dos membros seja positiva ao longo de toda a sua jornada na empresa, desde o momento em que ele chega, até uma eventual saída. Para uma boa integração, abaixo você encontrará algumas dicas!

Dar apoio para lidar com os desafios remotos

Assim que os novos desenvolvedores forem contratados, é necessário pensar em um processo de onboarding muito bem estruturado, que sane as dúvidas dos membros recém chegados e lhes dê base para iniciar os seus trabalhos no time.

A princípio, é necessário garantir que o ambiente em que o talento está é adequado para a execução do seu trabalho, por isso, pense no que sua empresa pode fazer para melhorar a qualidade da rotina de trabalho, como por exemplo fornecer materiais ergonômicos, digitais e de escritório. 

Aqui damos um ponto positivo as empresas que se preocupam em presentear os novos colaboradores com kits de boas-vindas, já que são itens que possibilitam que a experiência do onboarding tenha um registro material, algo palpável que faz com que o desenvolvedor remoto sinta que realmente pertence à uma equipe.

Outro item que merece destaque em relação à recepção de talentos é a estruturação de grupos responsáveis pelos onboardings, que darão apoio em tudo o que o novo integrante precisar. Esta iniciativa é interessante pois ameniza a sensação de isolamento e desconforto dos recém chegados, já que a partir desta interação, abrimos um canal de comunicação e apoio com os demais talentos da empresa. 

Estimule conexões e aprendizados

Um dos principais objetivos do trabalho em equipe é compartilhar conhecimentos, experiências e aprendizados e isso não acontece da forma correta quando o time não possui sinergia. Por isso, é papel das lideranças garantir que as atividades executadas pelo time estejam agregando valor e conhecimento aos talentos, estimulando-os a aprenderem uns com os outros. 

Este aprendizado coletivo não deve se limitar apenas a um time, como também entre outros setores da empresa. Estreitar as conexões através da comunicação entre diversas áreas fará com que a sensação de pertencimento seja algo cada vez mais presente entre os desenvolvedores do seu time. 

Outra forma de estimular o aprendizado dos novos membros, neste caso de modo individual, é oferecer cursos e outras atividades, como workshops, relacionados ao escopo destes talentos dentro do time e da empresa. Assim, os conhecimentos serão sempre reciclados e cada vez mais os talentos poderão trazer novos insights para a equipe. 

Momentos de descontração, sem solidão

Nem só de reuniões cansativas e demandas incontáveis vive o colaborador no regime remoto. Inclusive, é preciso tomar muito cuidado com isso, já que burnouts coletivos são muito mais comuns no trabalho remoto devido ao fato de que muitos se esquecem que, por mais que estejamos em casa, há vida fora do trabalho. 

A solidão do home office é muito questionada e torna-se necessário sempre ressaltar que o trabalho remoto não precisa vir acompanhado do isolamento (exceto em momentos onde ele se faz inquestionável, como durante a pandemia de Covid-19). Existem diversas possibilidades de trabalhar longe dos escritórios e ainda assim manter o contato com outras pessoas, como em coworkings e, se a sua empresa possui um, mostre aos talentos que eles têm liberdade para usufruir deste espaço quando desejarem. 

Mas, para melhorar ainda mais a integração do time, mantendo a conexão mesmo quando fisicamente separados, é essencial investir em momentos de descontração ao longo da semana. Se no presencial temos as conversas de corredor ou na hora do café, por que não separar alguns minutos do dia para jogar conversa fora? Uma noite de games, um café ou um happy hour online podem ser boas alternativas para essa atividade.

Depois destas dicas você e sua empresa já estão preparados para estruturar um bom processo de integração entre o time, garantindo ainda mais sucesso nas contratações e tornando o ambiente de trabalho muito mais agradável.
Se você precisar de ajuda para escalar seu time de tecnologia de maneira eficiente, saiba que pode contar sempre conosco, basta entrar em contato!

Públicações relacionadas

Contratar desenvolvedores: 3 dicas para 2022

Entra ano, sai ano… e a corrida para contratar desenvolvedores continua cada vez mais desafiadora para tech recruiters tanto do Ler o artigo completo

Mercado de tecnologia: Como superar a escassez de talentos em 2022

Saiba como driblar a escassez de talentos no mercado de tecnologia e tenha um time com os melhores profissionais de Ler o artigo completo

O trabalho presencial terá seu fim decretado em 2022?

Uma ideia já discutida antes da pandemia, que no Brasil contava com poucos adeptos, tornou-se a única opção para manter Ler o artigo completo

Reuniões online em excesso e os prejuízos que elas trazem para o seu time

Reuniões que poderiam ser e-mails... por que isso acontece tanto? Com a migração do sistema presencial para o trabalho remoto, Ler o artigo completo

Veja todos os nossos artigos