fbpx

Desenvolvimento web: entenda o que é e como aplicar!

Desenvolvimento

O desenvolvimento web é uma das áreas que mais têm atraído programadores, pois tem um crescimento constante e é muito rentável. Além de criar a estrutura dos websites, o profissional também pode fazer aplicativos híbridos, que são baseados em linguagens web como o JavaScript.

Para que você entenda mais sobre essa área, vamos explicar o que é o desenvolvimento web e as tarefas que ele envolve. Também vamos dar algumas dicas para você ter sucesso nos seus projetos. Por fim, vamos falar sobre alguns dos melhores frameworks disponíveis. Continue a leitura do post e fique por dentro do assunto!

O que é o desenvolvimento web?

A primeira coisa que você deve saber sobre o desenvolvimento web é que ele está em constante mudança e aprimoramento. Provavelmente, se conversarmos com um programador web que parou de trabalhar na década passada, ele provavelmente vai falar que o ambiente de desenvolvimento está muito diferente.

As linguagens mais utilizadas mudam com o tempo, à medida que sintaxes mais simples e completas vão sendo implementadas. A própria metodologia de trabalho muda, e como consequência, os processos operacionais.

Nos anos 1990 e 2000, por exemplo, havia muito mais burocracia e documentação nas etapas de desenvolvimento, ao passo que atualmente os métodos ágeis são praticamente unânimes.

No entanto, o principal objetivo ainda não mudou: entregar páginas e aplicações web que solucionem os problemas dos clientes e melhorem os seus resultados. Por isso, o desenvolvimento web pode ser simplesmente definido como o conjunto de processos de criação de aplicativos e websites funcionais para a execução em navegadores web.

Essas aplicações são escritas em linguagens como o HTML, o CSS e o JavaScript. Acreditamos que grande parte das empresas de todo o mundo atualmente utiliza alguma dessas três linguagens

Elas tornam toda a tarefa de codificação muito mais simples e são facilmente lidas por quaisquer navegadores — cuja principal função é renderizar os comandos, transformando em objetos visuais.

Antigamente, o universo da web era mais restrito e se baseava praticamente em páginas de sites. No entanto, hoje em dia ele é muito mais rico e inclui vários aplicativos e a integração com diversos APIs.

Muitos dos apps que você baixa no celular na verdade são escritos em linguagem web, pois os códigos nativos dos sistemas operacionais são muito específicos. Nesse último modo, não é possível criar um app tanto para iOS quanto para Android — o que deixava o processo de desenvolvimento muito mais demorado e caro.

Por essa razão, as gigantes da tecnologia, como o Facebook, desenvolveram frameworks e metodologias baseadas em linguagem da web, como o JavaScript. Eles permitem uma versatilidade muito grande de produtos digitais — desde uma página estática de texto a ferramentas complexas de vendas online, compartilhamento de conteúdo etc.

Devido a isso, há uma variedade muito grande em relação ao escopo de projetos da web, que podem incluir websites simples a aplicativos multifuncionais. Consequentemente, as equipes responsáveis por eles podem acabar incluindo diversas áreas, como:

  • engenharia web;
  • programação tradicional;
  • server-side scripting;
  • segurança de rede;
  • gestão de banco de dados;
  • desenvolvimento de e-commerce.

Somente as áreas relacionadas ao design do site estão excluídas, ficando com profissionais especializados.

Em grandes empresas, as equipes de desenvolvimento pode incluir centenas de profissionais e demandar uma grande infraestrutura. Além disso, será preciso elaborar toda uma política de gestão, escolhendo metodologias e arquiteturas adequadas para os objetivos empresariais.

Por isso, é muito importante avaliar se o seu negócio realmente precisa de um time de desenvolvimento interno ou se é melhor terceirizar.

No mínimo, um time próprio demandaria a contratação de um desenvolvedor front-end — que fica responsável pelo comportamento da aplicação no navegador — e um desenvolvedor back-end — que lida com os detalhes técnicos da comunicação com os servidores.

Quando você deixa seus projetos com empresas especializadas, por outro lado, você pode contar com equipes maiores e profissionais mais especializados. Consequentemente, a chance de sucesso será muito maior.

Quais são as melhores dicas de desenvolvimento web?

A seguir, listamos informações importantes para o desenvolvimento web. Acompanhe!

Confira os códigos de sites bem-sucedidos

Felizmente a comunidade de programadores é bem cooperativa com os colegas. Assim, você pode encontrar facilmente na internet os códigos de páginas premiadas, bem como templates prontos para copiar sem quebrar os direitos autorais.

A seguir estão algumas galerias de código bem interessantes:

Powered by Rock Convert

Além de você poder “copiar” algumas ideias criativas dessas fontes, também pode se inspirar nas novidades para criar suas próprias inovações. Se você encontrar uma nova biblioteca de JavaScript ou uma propriedade de CSS que ainda não sabe utilizar, não se limite!

Pesquise mais e mais até que você domine as novas tecnologias. Afinal, a todo momento surgem novidades que revolucionam o desenvolvimento web, e o programador deve acompanhá-las em vez de ter medo de se renovar.

Busque entender a lógica de construção desses sites em vez de simplesmente verificar o código. Para isso, verifique quais eram os objetivos dos clientes e como aquela aplicação web deve ter solucionado as dores daquela empresa.

Um site não é construído somente por vaidade: ele geralmente está dentro de uma estratégia global das empresas para melhorar seus resultados.

Crie o hábito de comentar o seu código

Quando estamos na faculdade ou em cursos de programação, a todo o momento ouvimos nossos professores falarem que devemos comentar os nossos códigos. A maioria dos estudantes acha esse processo muito chato e pensa que o importante é a aplicação funcionar no final, mas não é bem assim.

Comentar o código é uma excelente maneira de você entender a lógica por trás de um projeto e começar a desenvolver suas ideias próprias em vez de copiar os outros. Você verá que, durante esse processo, sua criatividade vai se desenvolver bastante. Esse será um grande diferencial no mercado de trabalho.

Com o tempo, você também vai acabar identificando seus erros com mais facilidade, reduzindo os bugs e criando uma biblioteca própria de códigos.

Aprenda com as pessoas mais experientes

A programação é uma área muito interessante, em que realmente a experiência — mais do que a inteligência — ajuda bastante o profissional a se destacar.

À medida que o desenvolvedor entra em contato com novos clientes e novos projetos, ele vai aprendendo um pouco mais. Por isso, não deixe de observar seus colegas de trabalho e de pedir ajuda a eles.

Desse modo, você vai aprendendo dicas práticas e novas ferramentas. Não fique com medo de fazer perguntas bobas! Tenha uma atitude proativa: se tiver dúvida, pergunte. Quando terminar os seus códigos, peça sugestões aos outros.

Quais são os paradigmas mais utilizados hoje em dia no desenvolvimento web?

Atualmente, os frameworks baseados na linguagem JavaScript dominam o mercado. Afinal, grande parte dos websites e aplicativos web — como o Facebook — emprega o JavaScript, acreditando que ela é uma linguagem mais simples e completa.

É possível trabalhar com ela em diversos frameworks diferentes.

Angular

Antes da primeira versão do Angular, o mundo da programação web era muito diferente, pois essa foi a primeira tecnologia que utilizou os princípios de componente e de props. Além disso, introduziu o two way data bind, que permitia a sincronização do model com a view.

No seu lançamento, era considerado um programa pesado, e muitos desenvolvedores reclamavam que isso era desnecessário, visto que um terço das ferramentas sequer eram utilizadas cotidianamente. No entanto, com o Angular.js (mantido pela Google) e o Angular 2+, esse problema foi resolvido. Sendo assim, você não precisa mais ter receio de usar esse framework por sua dificuldade de processamento.

React

Esse é o framework desenvolvido e mantido pelo Facebook. Todo o ambiente mobile dessa rede social foi criado com o React e a empresa investe bastante em desenvolvedores que conhecem ou se interessam por ele.

Ele é conhecido por suas 3 características principais: é declarativo, eficiente e flexível. Ou seja, baseia-se em objetos e você não precisará ficar programando em um nível profundo — o que gera um ganho de eficiência muito grande.

Vue

Lembra que falamos que o Angular foi o predecessor de tudo? O Vue foi criado com base no template do Angular, mas também foi incrementado com as novidades do React, como a componentização e o controle do DOM.

Basicamente ele integra uma nova solução de biblioteca para os programadores front-end, sendo uma opção descomplicada e ágil para a criação de websites reativos.

Por isso, o Vue tem conquistado muitos adeptos que acreditam que ela apresenta o melhor dos dois muitos. Entretanto, outros ainda preferem as tecnologias originais por acreditarem que elas fazem um trabalho mais completo.

O desenvolvimento web é uma área muito interessante e versátil, especialmente para os programadores que querem descobrir novas ferramentas. Se você tinha medo de ficar restrito aos websites, não precisa mais ter esse receio. Muitas empresas procuram desenvolvedores web para seus projetos de aplicativos híbridos. O mercado tem buscado, portanto, profissionais bem capacitados nessa área. Não deixe de investir nela caso tenha se interessado pelo assunto!

Quer continuar recebendo os melhores posts sobre programação e desenvolvimento web? Então acompanhe-nos nas redes sociais! Estamos no Facebook, no LinkedIn e no Instagram!

Entre com seus dados para a ligação.