Dicas para avaliar o fit cultural de um candidato

O conceito de fit cultural dentro do setor de Recursos Humanos é utilizado para definir o alinhamento entre o perfil dos profissionais e a cultura de uma empresa. Quanto maior o nível de afinidade entre o talento e a corporação, mais assertivas são as contratações e, consequentemente, os resultados também são positivos.

A partir do momento em que novos desenvolvedores passam a fazer parte do seu time, são inseridas também novas identidades ao projeto e, por isso, é preciso garantir que os valores e objetivos destes novos talentos estejam de acordo com os da sua startup. Caso contrário, prejuízos como o aumento da taxa de turnover e gastos com o excesso de desligamentos aparecerão.

Para evitar que estes prejuízos aconteçam, cada vez mais os times de recrutamento e seleção estão dando importância para o fit cultural na hora de construir relacionamentos saudáveis entre os colaboradores e tornando as rotinas ainda mais produtivas e eficientes. 

No entanto, para garantir precisão e sucesso na hora de avaliar o fit cultural dos seus candidatos é necessário planejar muito bem as suas ações dentro dos processos seletivos. Por isso, trouxemos neste conteúdo algumas dicas de como seu time deve proceder na hora de avaliar o fit cultural dos talentos de tecnologia ao longo dos processos seletivos. Confira!

Conheça a cultura e descreva bem as oportunidades 

A primeira dica para uma boa avaliação de fit cultural começa antes mesmo das fases dos processos seletivos serem executadas e está relacionada ao quanto você e seus atuais colaboradores conhecem sobre a cultura organizacional em que estão inseridos. 

Antes de buscar a cultura do seu negócio nos candidatos, é preciso garantir que os pilares que sustentam a sua empresa estejam bem consolidados entre os atuais membros da sua equipe. Dessa forma, fica muito mais seguro avaliar o que a empresa está realmente buscando em cada perfil de talento que passar pelos seus processos seletivos.

Com esta ideia já consolidada, é hora de prestar atenção em como as suas oportunidades estão sendo divulgadas, sejam elas através das páginas de talentos ou carreiras ou de vagas no LinkedIn. Isso porque estes canais são o principal ponto de conexão entre os profissionais e o seu negócio, é no momento em que eles se deparam com estas páginas ou vagas que despertam, ou não, interesses em se tornar colaboradores. 

Através de páginas de carreiras e vagas bem descritas, os talentos passam a conhecer mais sobre a cultura da sua empresa, a compatibilidade deles com as oportunidades. Portanto, dedique-se em descrever bem as informações sobre determinada vaga, como as skills necessárias, remuneração e benefícios, responsabilidades e também os principais pontos da cultura organizacional. Dessa forma, seu time consegue mais rapidez e assertividade na execução dos processos seletivos.

Vale ressaltar que, por mais importante que seja ter um candidato com perfil cultural alinhado ao da empresa, isso não basta. Os talentos precisam desempenhar bem as funções que lhes forem atribuídas, por isso, nunca deixe de analisar as suas competências técnicas e outras habilidades necessárias para determinada oportunidade.

Realize entrevistas comportamentais

Um dos momentos mais importantes em qualquer processo seletivo é a realização de entrevistas com os candidatos. Através delas, conseguimos conhecer mais sobre os profissionais e observar seus perfis psicológicos, habilidades e conhecimentos. Mas também é possível identificar pontos convergentes ou divergentes dos perfis em relação à sua cultura organizacional e, a partir deste momento, selecionar melhor os candidatos.

Em entrevistas de comportamento, quando realizadas da maneira correta, você poderá avaliar e identificar pontos como o perfil de liderança, proatividade para tomar decisões, entre outras habilidades importantes.

Complemente com dinâmicas em grupo

Outra maneira de avaliar o fit cultural dos talentos é através de dinâmicas em grupo, que surgem para complementar a etapa de entrevistas. Com atividades em equipe é possível analisar como os profissionais candidatos se saem na prática, em uma situação que simula as atividades do dia a dia. 

Dessa forma, o time de recrutamento e seleção consegue entender o comportamento dos talentos quando expostos em situações que envolvem outras pessoas na resolução de um problema, por exemplo, além de validar as informações coletadas na entrevista comportamental. 

Uma abordagem interessante, após a dinâmica em grupo, é coletar um feedback sobre as impressões de cada candidato a respeito da atividade. Assim, os recrutadores terão uma visão ainda mais ampla sobre cada perfil.

Analisar experiências anteriores

A última dica consiste em buscar saber mais a respeito das experiências anteriores dos candidatos. Através desta análise os recrutadores conseguirão identificar o nível de fit cultural do profissional com a oportunidade na qual ele está se candidatando, já que esses talentos podem ter passado por experiências em empresas com culturas completamente diferentes da sua. 

O fato de as experiências anteriores serem diferentes não deve ser algo eliminatório, o intuito de analisar estas informações não é esse. Conhecer o histórico profissional dos talentos serve como um auxílio às outras informações coletadas ao longo do processo seletivo, além de auxiliar o time no processo de adaptação dos novos colaboradores.

Com estas dicas, fica muito mais fácil garantir assertividade nos seus processos seletivos de tecnologia quando o assunto for encontrar candidatos com o maior nível de fit cultural possível. 
E, se precisar de ajuda para encontrar os melhores talentos para o seu time de uma maneira rápida e eficaz, pode contar com a ajuda do ecossistema EZ. Para isso, basta fazer o primeiro contato conosco por aqui e nós te ajudaremos a montar o seu time de tecnologia!

Compartilhar:

Camila
Último artigo
O que esperar do processo seletivo da EZ.devs? Tirando dúvidas de desenvolvedores
Próximo artigo
Desenvolvedor remoto: 3 dicas para uma integração de sucesso com o time