Escalabilidade em TI: estruturando seu time para crescer

Negócios

Implementar a escalabilidade pode ser o caminho que faltava para o crescimento da sua startup, já que são as empresas em que esse modelo de negócio é mais viável de ser aplicado. Isso porque startups são criadas visando a expansão do negócio e aumento do número de clientes, visando o faturamento sem precisar gastar tanto com a contratação de grandes equipes.

A escalabilidade é isso. Como as empresas costumam utilizar a tecnologia para oferecer serviços ágeis e de qualidade, sem a necessidade de uma grande estrutura para funcionar, a escalabilidade é a possibilidade da empresa crescer em número de clientes e faturamento, sem precisar aumentar os seus custos mensais. Isso ocorre quando você consegue oferecer serviços que interessam ao consumidor, mas que não demandam de uma grande equipe ou muitos equipamentos.

Entretanto, para que isso dê realmente certo, algumas mudanças estruturais precisam acontecer na busca por um alto faturamento. Pensando em te ajudar, nós produzimos um artigo que apresenta alguns pontos fundamentais para a boa implementação da escalabilidade. Confira.

Tipos de Escalabilidade

Econômica

Quando falamos em escalabilidade podemos pensar em alguns tipos específicos desse modelo de negócio. No sentido econômico, a escalabilidade implica que o modelo de negócios de uma startup tenha aumento significativo em suas vendas e receita sem precisar gastar muito no desenvolvimento da sua equipe interna. Atualmente existem alguns bons modelos de sucesso que passaram por esse período de escalabilidade econômica.

Um grande case de sucesso é a Amazon. A empresa norte-americana consegue oferecer uma grande variedade de produtos aos clientes, sem precisar adquiri-los. Desta forma, a principal necessidade encontrada pela empresa é firmar boas parcerias, exigir qualidade nos produtos e o bom cumprimento no prazo de entrega. Ou seja, a Amazon não precisa ter grandes estoques de produtos ou grandes equipes para gerenciar esses estoques e muitos gastos com funcionários. Se a empresa encontrar mais clientes para os produtos vendidos em seu site ela não terá um aumento nos seus custos.

Computacional

Da mesma forma que a escalabilidade econômica é comum, a escalabilidade computacional também está presente e pode confundir alguns. Esse tipo de ideia é mais voltada para sistemas computacionais e de tecnologia. Todos os computadores, aplicativos, programas e algoritmos podem ter a capacidade de escalar para suportar o aumento de usuários ou cargas de trabalho, mas apenas se eles forem projetados para isso.

Os bancos de dados precisam ser capazes de aumentar o trabalho se receberem mais recursos de hardware, como servidores e processadores. Os algoritmos podem se beneficiar de inovações arquitetônicas para ajudar a gerenciar configurações de vários servidores, enquanto a computação em nuvem tem amplos aplicativos para permitir a escalabilidade de muitas partes da infraestrutura de TI. Mas se essas possibilidades não fizerem parte do design original do sistema, ele não será considerado escalável e exigiria um retrabalho para permitir essa escalabilidade.

Horizontal e vertical

Dentro da escalabilidade econômica, existem empresas que preferem focar seus esforços em um modelo horizontal e outras no vertical. Para exemplificar melhor, na escalabilidade horizontal, o objetivo é a dominância do segmento como acontece com a Submarino, Amazon e Lojas Americanas. Nesse caso, essas empresas conseguem vender uma grande quantidade de produtos de diferentes setores e categorias, abrangendo grande parte dos consumidores ativos na internet. Por outro lado, a escalabilidade vertical é mais específica. Diferente da anterior, são empresas especializadas em vendas de produtos de uma só categoria, como a Kabum, na venda de dispositivos eletrônicos.

Powered by Rock Convert

O que é preciso para ter escalabilidade?

Soluções em nuvem

Uma dos meios mais importantes para se ter escalabilidade em uma startup é a adoção de soluções em nuvem. Isso porque, implementar esse tipo de serviço em seu negócio permite que os profissionais trabalhem de onde quer que estejam sem que precisem estar todos em um único lugar.

Dessa forma, no meio de importantes viagens e compromissos de negócios, acessar documentos importante e capitais para o desenvolvimento da sua startup pode ser feito por meio do acesso a internet, seja pelo smartphone ou pelo notebook. Outra vantagem é que há economia de aluguel de um espaço físico, já que grande parte dos projetos podem ser desenvolvidos remotamente pela internet. Esse modelo já é bastante comum, já que o número de empresas que adotam o regime home-office cresceu bastante.

Além disso, investir em softwares modernos de gerenciamento de projetos e de comunicação são fundamentais para que a produtividade das equipes de tecnologia seja alta e que o desenvolvimento do projeto seja eficiente, na busca pela aprovação do cliente.

Adapte o seu negócio

Antes de qualquer mudança radical no estilo do seu negócio é importante que todo líder faça o planejamento de quais metas precisam ser atingidas para que seu negócio seja escalável. Seja semestral ou anual, defina prioridades e quais estratégias serão tomadas na busca por bons resultados.

Um exemplo bastante comum de modelo de negócio escalável é o e-commerce, que pode aumentar sua receita sem, necessariamente, aumentar seus gastos mensais. Em contrapartida, uma loja de roupas não tem como escalar, já que precisa investir em uma grande quantidade de produtos para que as vendas aumentem durante todo o ano.

Seja organizado em seus processos

Ter uma organização em relação ao desenvolvimento dos seus projetos não é importante apenas para quem deseja escalar sua empresa, mas sim para qualquer empresa. Um negócio que visa o sucesso em um período menor de tempo precisa ter os seus processos muito bem definidos, a ponto de que outros profissionais possam compartilhar conhecimento entre si. Dessa forma, a startup não fica presa a apenas um profissional e pode ter vários executando a mesma função em que há necessidade, aumentando a efetividade dos projetos e diminuindo o tempo de entrega.

Terceirize e use métricas

Para aumentar ainda mais a escalabilidade da sua startup, terceirizar alguns processos pode ser a solução para que você não precise investir em equipes internas. Principalmente quando falamos de profissionais de TI, contratar uma empresa especializada em terceirização de desenvolvimento de software pode fazer você economizar boa parte da sua receita, já que os profissionais serão especialistas no assunto, trabalharão para você e você não precisa se preocupar com treinamentos ou como o projeto será feito.

Além disso, é importante que você, como líder da empresa, faça o uso de métricas inteligentes de todos os processos que estão sendo feitos, seja em desenvolvimento, RH ou Marketing. Dessa forma, é possível analisar possíveis problemas e onde há a necessidade de melhorar. Atualmente, métricas como KPIs e OKRs são as mais utilizadas pelos líderes de startup.