fbpx

Como escolher a linguagem de programação para o seu produto digital

Negócios

Até os melhores empreendedores ficam assustados ao se depararem com a decisão de qual tecnologia escolher para o seu produto digital.

Afinal existem uma infinidade de opções e essa é uma decisão que ecoa por muito tempo para uma Startup.

Na maioria dos casos, as startups escolhem suas tecnologias com base apenas na experiência de seus fundadores, mas será que essa é realmente a melhor opção?

Foi pensando nisso que decidi escrever esse artigo, aqui vou abordar as melhores práticas para utilizar no momento de decisão da tecnologia da sua startup. Vamos lá?

Pesquise a tecnologia de outras startups parecidas com a sua

Fazer benchmark nesse momento é fundamental, e sites como StackShare possibilitam você visualizar quais as linguagens escolhidas por outras empresas.

Por exemplo, se você vai criar uma plataforma de streaming, pode observar aqui quais tecnologias a Netflix usa hoje.

Outra boa fonte de informação são os blogs das empresas, dessa maneira, além de você conhecer as tecnologias, conhece os motivos por trás daquele escolha. Um ótimo exemplo desse tipo de blog é o da Uber.

Sendo assim, escolher tecnologias de outros produtos parecidos com o seu faz você evitar uma série de problemas que essas empresas já enfrentaram e isso diminui o risco de tecnologia do seu negócio.

Considere a experiência dos fundadores

Sim, é importante considerar a experiência dos fundadores. Pois é essa experiência que vai salvar o projeto em tempos de crise.

Além de que na hora do treinamento do time, ter experiência na linguagem escolhida ajuda na curva de aprendizagem do pessoal, dessa maneira você consegue ajudar mais o time do que se tivesse escolhido uma linguagem que também tivesse que aprender.

Powered by Rock Convert

O único ponto aqui é que você não pode confundir experiência com receito de arriscar uma nova tecnologia.

A prioridade é sempre o contexto do projeto, mesmo que você não tenha experiência, se for o caso, compensa estudar ou contratar um profissional que tenha para te ajudar.

Leve em conta o mercado de trabalho

Outro ponto muito importante na hora de considerar a tecnologia é pesquisar o mercado de trabalho da sua região.

Existem casos de cidades em que é muito difícil encontrar programadores para certas linguagens.

Se você tiver no interior, por exemplo, provavelmente vai encontrar profissionais para linguagens que estão há mais tempo no mercado como Java, C# ou PHP.

O grande segredo é levar em consideração o treinamento do pessoal, colocando isso nos seus planos você consegue superar facilmente essa adversidade.

Leve em consideração a maturidade da tecnologia

Leve sempre em consideração o quão madura está a tecnologia que você está escolhendo, nada pior que utilizar uma linguagem que é descontinuada meses depois da sua decisão.

Para isso, um bom termômetro desse caso é o radar da ToughtWorks, nele você consegue visualizar quais tecnologias adotar, testar, pesquisar e esperar.

Assim você consegue planejar onde pode ou não “arriscar” em seu negócio.

Gartner Hype Cycle, um bom parâmetro na hora de escolher a linguagem para o seu produto digital.
Outro bom parâmetro de maturidade é o gráfico da Gartner

E agora, você se sente mais confortável para tomar a decisão de qual linguagem de programação para seu produto digital? Lembre-se que independente da escolha, todo projeto muda, então o mais importante é estar preparado para essa montanha-russa que é o mundo da tecnologia.

Sobre o Autor

mm

Gabriel Malinosqui

CEO da ez.devs.
Ama startups, empreendedorismo e tecnologia.

Entre com seus dados para a ligação.