O que faz um desenvolvedor front-end e back-end?

Negócios

Em desenvolvimento de softwares, a viabilização de produtos — como sites, por exemplo —, depende de um conjunto de profissionais. Cada um desses contribuirá de acordo com a sua especialidade para a execução de determinado serviço. Portanto, quando nos perguntamos: “o que é um desenvolvedor front-end e back-end?”, também estamos questionando quais são as etapas de desenvolvimento de um produto.

Basicamente, o front-end e o back-end são os dois pilares de especialização em programação. Mesmo que suas definições não sejam exatamente consensuais, é seguro afirmar que eles correspondem a partes diferentes do desenvolvimento de um produto. Enquanto o desenvolvedor front-end atuará em aspectos relacionados à interface e à usabilidade, o back-end trabalhará na intermediação entre as informações e o banco de dados.

Não é incomum que existam algumas confusões na definição desses conceitos. Isso pode dificultar, por exemplo, a contratação de um serviço. Afinal, se um cliente não compreende a importância de cada uma dessas etapas, ele pode não concordar com valores ou prazos. Por isso, abaixo você poderá compreender de forma um pouco mais elaborada esses dois conceitos.

Desenvolvedor front-end 

Como você leu acima, quando falamos em front-end estamos nos referindo ao desenvolvimento de um aspecto mais visual do produto. Essa parte do desenvolvimento tratará das funcionalidades que garantem a relação direta do usuário com o sistema. Todas as coisas que alguém vê ou interage quando está em um site, por exemplo, dizem respeito ao front-end — que não à toa também pode ser chamado de client-side.

Quando uma página é acessada, ela possui diversas funcionalidades. Tudo aquilo que uma pessoa vê ao acessar um site foi possibilitado por um desenvolvedor front-end. Para isso, o profissional utilizará uma linguagem (como JavaScript) que permitirá elaborar os componentes da aplicação no navegador. Menus, botões, títulos, textos, barras… Tudo isso é fruto do trabalho desse profissional. 

É comum que confundam as atribuições de um desenvolvedor front-end com um designer. Ainda que essa não seja uma comparação absurda, especialmente devido à práticas mais antigas do mercado da computação, ela já não faz tanto sentido. O designer atuará sobretudo no desenvolvimento de uma interface agradável e coerente esteticamente com o objetivo do software.

Powered by Rock Convert

Ainda utilizando o exemplo de um site, o designer seria o responsável pelo “desenho” de uma página estática em um programa de edição de imagens. Enquanto isso, o desenvolvedor viabiliza a funcionalidade do site na web. Um desenvolvedor front-end tornará a interação do usuário possível por meio do browser. 

Desenvolvedor back-end

Como o próprio nome sugere, o desenvolvedor back-end se preocupa com o que está “atrás” do que o usuário vê. Essa especialização será baseada principalmente nas funcionalidades relativas às informações que não são dispostas na interface do site mas, ainda assim, são necessárias para o seu funcionamento.

Não à toa o back-end também é chamado de server-side. Um aplicação web dinâmica, por exemplo, demanda uma variedade de informações e funcionalidades que ficarão armazenadas nos servidores e nos bancos de dados. O desenvolvedor especializado nessa área é responsável por uma espécie de “intermediação” entre o que o usuário acessa e esses dados. 

Sua atuação irá garantir que a aplicação continue atualizada e preserve os dados que devem estar lá, como vídeos e imagens. Para que ele consiga fazer isso, é necessário utilizar uma linguagem de programação que seja compreendida pelos bancos de dados. Nesse caso, o desenvolvedor utilizará PHP, C# , Java — e até o JavaScript —, por exemplo. 

É possível imaginar, então, que um desenvolvedor back-end é responsável por aspectos muito importantes da programação. Ele deverá garantir a segurança das informações, assim como fazer a manutenção de problemas que não são visíveis para o usuário. Um bom back-end tentará evitar ao máximo que os problemas “atrás” da página interfiram na experiência.

Desenvolvedor front-end e back-end: essenciais para um bom serviço

A importância de desenvolvedores front-end e back-end está justamente na complementação. Mesmo que não seja impossível, é pouco comum que um profissional seja reconhecido por ser fullstack (quando atua nas duas áreas). Esse especialista, quando bom, será muito valorizado, mas terá sempre o dobro de trabalho em aprofundamento e estudo.

Por isso, compreender as principais áreas de atuação de desenvolvedores é extremamente importante. Antes de mais nada, conhecer essas particularidades pode facilitar na busca pelos melhores profissionais. Somado à isso, esse conhecimento também nos faz pensar na programação como uma área integrada, onde a contribuição de diversas especializações será responsável pelo sucesso de um produto.