Quais empresas que utilizam outsourcing no Brasil?

A flexibilização recente das relações trabalhistas, por sinal, impulsionou esse tipo de serviço. Aplicado a tecnologia, ele pode gerar um grande ganho para o negócio.

O outsourcing de TI tem reduzido custos, melhorado o atendimento a demandas de usuários e criado mais qualidade operacional a vários empreendimentos. Se você quer saber como ocorre a distribuição das atividades e os impactos, continue a leitura!

Como o outsourcing de TI pode ser contratado?

O outsourcing de TI pode ser contratado para serviços estratégicos e secundários relacionados à tecnologia no ambiente corporativo. Companhias tendem a optar por esse serviço para melhorar o seu foco em rotinas estratégicas ou ampliar temporariamente a sua equipe. A terceirização pode ser aplicável para rotinas como:

  • o suporte a usuários;
  • a gestão da infraestrutura;
  • a otimização de processos de governança e gestão;
  • a criação, a manutenção e a atualização de sites e aplicativos;
  • a manutenção de dispositivos.

Como é a terceirização nas empresas que utilizam outsourcing no Brasil?

A terceirização de serviços é disseminada em todo mercado. Empresas de vários portes já utilizam essa estratégia para melhorar o seu fluxo operacional, ganhar agilidade e ter menores custos. A pesquisa sobre o uso das Tecnologias de Informação e Comunicação nas empresas brasileiras (TIC Empresas 2017) trouxe alguns dados que podem nos auxiliar a compreender melhor a abrangência desse serviço.

A presença em redes sociais e páginas web é uma realidade na maioria dos negócios. A gestão dessa atividade foi terceirizada em 29% dos casos.

Atividades como o outsourcing do suporte técnico de sistemas internos do negócio é uma realidade para 83% das companhias entrevistadas. Em relação ao suporte técnico voltado para a manutenção, o reparo e a gestão de equipamentos internos, o número é semelhante: 85% das companhias terceirizam essa rotina.

Os projetos de desenvolvimento de aplicativos, que podem ser utilizados tanto para alcançar mais clientes quanto para otimizar rotinas internas, é direcionado a parceiros comerciais por 44% das companhias. Já os serviços de hospedagem de sites, serviços de cloud computing e web apps, foi terceirizado em 51% das companhias.

A pesquisa dividiu, também, como as empresas que trabalham com terceirização atuam. Em resumo, em três campos: infraestrutura, desenvolvimento de websites e outros. A dimensão dessa atuação pode ser apontada pelos seguintes dados:

  • companhias que prestam serviços terceirizados de gestão de infraestrutura estão em 54% das empresas que participaram do questionário;
  • empresas que podem ser contratadas para terceirizar o desenvolvimento e a gestão de páginas e serviços web correspondem a 42% das contratações apontadas pela pesquisa;
  • a categoria “outros”, que aponta demais tipos de negócios que atuam com outsourcing, foi parte dos investimentos de 18% das companhias questionadas pela pesquisa.

O que leva as empresas a utilizarem o outsourcing?

A terceirização de TI pode ser considerada por vários motivos. O principal é a possibilidade de reduzir custos. A companhia pagará apenas pelos serviços utilizados, melhorando a precisão dos seus gastos.

Aplicada ao desenvolvimento de softwares, essa estratégia também auxilia a companhia a melhorar o tempo necessário para criar um novo sistema. A companhia terá um time de especialistas para definir a melhor estratégia e garantir que todos os objetivos sejam alcançados.

Em resumo, as empresas que utilizam outsourcing no Brasil optam por esse investimento pelo potencial que ele traz para a competitividade do empreendimento. Se a empresa pode atender a demandas internas e externas com mais qualidade, produtividade e inovação, todos os seus serviços ganharão qualidade e mais potencial de vendas.

Mas, assim como qualquer outro serviço, o outsourcing traz também alguns riscos para empresas de menor porte, como as startups. E é então que surge a pergunta: existe algum modelo de negócios que supera estes gaps sem que eu precise contratar um time interno?

A resposta é sim! Os marketplaces de talentos em tecnologia surgiram como uma alternativa para sanar as dificuldades encontradas em terceirizações convencionais, unindo a rapidez da contratação e a redução de gastos do outsourcing aos pontos positivos de um time interno.

Muitas startups e scale-ups apostaram nesta alternativa para montar seus times de TI  de maneira personalizada, acompanhando o ritmo exigido pelo mercado. Podemos citar aqui, empresas que buscaram o marketplace gerenciado da Ez para desenvolver seus projetos e agora têm como resultados produtos inovadores.

Nossos clientes relatam sobre uma parceria que te acompanha em todas as necessidades do dia a dia, trazendo comprometimento, agilidade e ideias fora da curva que contribuíram para o bom desenvolvimento da empresa. 

Para saber mais sobre os resultados de quem optou pela parceria do primeiro marketplace gerenciado de talentos tech do Brasil, basta conferir nossos cases de sucesso! Não deixe de entrar em contato conosco para conhecer nossas soluções!

Compartilhar:

Gabriel
Último artigo
Saiba agora tudo sobre desenvolvimento de software!
Próximo artigo
Testes End-To-End usando Cypress e Cucumber