Quanto tempo demora para contratar um desenvolvedor?

Contratar os melhores profissionais de TI tem se tornado um processo cada vez mais longo e muitas empresas não podem esperar todo esse tempo para alavancar seus produtos. Então, o que fazer quando a necessidade de contratar um desenvolvedor para seu time vem acompanhada de uma escassez de tempo para as contratações?

É evidente que a busca por talentos de tecnologia tende a crescer exponencialmente nos próximos anos, já que a transformação digital, intensificada pela pandemia de Covid-19, passou a ser uma das forças motrizes de quase todos os modelos de negócio existentes. Este é um movimento que conseguimos perceber através de startups e scale-ups, por exemplo, que estão aumentando seus times de tecnologia para conseguir alavancar seus produtos de forma efetiva.

E não pense que esta é uma estimativa feita somente a partir do senso comum. De acordo com a U.S. Bureau of Labor Statistics, a Secretaria de Estatísticas Trabalhistas dos Estados Unidos, há uma estimativa de crescimento de 22% no número de empregos para desenvolvedores de software até o ano de 2029, um número que supera a média de demais ocupações. Ainda que este seja um dado do mercado de trabalho norte americano, a realidade brasileira não é muito diferente, já que o setor de tecnologia brasileiro apresenta um crescimento expressivo.

Sendo assim, a corrida em busca de contratar os melhores profissionais tem se tornado cada vez mais competitiva, ao passo em que o tempo de aquisição de um talento só aumenta. Quando pensamos desta forma, parece que a conta não fecha e que as dificuldades em contratar um desenvolvedor aumentam a cada dia. Por isso, vamos te ajudar a entender quanto tempo você demora para admitir um único profissional no seu time de tecnologia e por que isso acontece nas melhores famílias, quero dizer, empresas.

Continue a leitura para saber mais!

Sem segredos, você leva muito tempo para contratar um desenvolvedor

Obviamente, contratar um desenvolvedor demora mais do que contratar um garçom para o seu restaurante, onde você geralmente coloca uma placa com os dizeres “Contrata-se garçom”, começam a aparecer interessados pela vaga e você os admite rapidamente, caso cumpram os pré-requisitos.

É fato que, quanto maior o nível de complexidade de uma função, maior é a duração do processo seletivo e, para tornar a situação ainda mais crítica, a sensação dos gestores é a de que o mercado de TI vive em um cenário onde existem várias placas de “Contrata-se” expostas mas ninguém entra em contato demonstrando interesse. Isso porque, simplesmente, não há mão-de-obra qualificada suficiente para ocupar estas posições e, assim, as vagas vão criando teias de aranha sem ninguém para preenchê-las, fazendo com que você tenha que arcar com os altos custos de uma vaga aberta por um longo período de tempo

Ainda em 2017, contratar um desenvolvedor levava em média 40 dias. De acordo com a Glassdoor, este número ainda se mantém no Brasil, que é considerado um dos países com processo seletivos mais lentos em tecnologia. Em um mercado onde economizar tempo é um dos fatores determinantes na garantia do sucesso ao escalar um produto, levar mais de um mês para incluir uma única pessoa em seu time pode ser o fim da linha para os gestores.

O que provoca tantos atrasos?

Existem outros fatores, além da escassez de desenvolvedores que colaboram para o atraso nos processos seletivos e, com tanta competitividade, não há espaço para se perder em um caminho já conhecido.

É fato que cada empresa possui uma estratégia diferente para realizar o recrutamento e seleção de novos talentos. No entanto, existem algumas coincidências entre os processos seletivos brasileiros voltados para a tecnologia e é bem provável que elas estejam atrasando diversas contratações.

Abaixo, vamos pontuar algumas das táticas adotadas pelo seu time de recrutamento que, quando não são bem pensadas, podem provocar falhas no seu processo seletivo, deixando para trás a assertividade e agilidade, veja:

Não considerar o recrutamento interno

Dentro da empresa, pode já haver alguém que cumpre os requisitos necessários para ocupar uma vaga que surgiu. Não pensar nessa possibilidade e já partir para a busca de novos rostos é um grande erro para quem deseja diminuir o tempo de contratação em tecnologia.

Descrição da vaga

Seja para o recrutamento interno ou externo, muitas empresas cometem falhas quando o assunto é job description. Com o mercado escasso, vence quem faz a melhor oferta e, quando você não faz isso, grande parte dos talentos qualificados não vão nem sequer parar para ler a sua proposta. Até porque, os melhores profissionais já estão em oportunidades excelentes e, se você não prova que pode oferecer a eles algo melhor, sua vaga ficará sem ser preenchida por um bom tempo.

Testes técnicos

Vagas mais específicas necessitam de avaliações à altura e uma das estratégias mais adotadas pelas empresas na hora de contratar um desenvolvedor é a aplicação de um teste técnico (também chamado de entrevista técnica). Este é um momento muito delicado para quem busca agilidade nas contratações pois é preciso estar atento à forma com que este teste será aplicado.

Testes que não são objetivos e não avaliam as habilidades que serão realmente utilizadas na rotina de trabalho da equipe, afastam os candidatos do processo, já que eles não querem perder várias horas do dia se dedicando a uma tarefa que, ao final, não servirá para nada.

Não automatizar o que for possível

Processos manuais retardam, e muito, o tempo que seus recrutadores levam para contratar um desenvolvedor. Por mais que isso pareça óbvio, não é. A automatização não serve apenas para acelerar os processos ou evitar que os recrutadores realizem uma tarefa não muito agradável no dia a dia, mas também para permitir que eles se dediquem a estratégias inovadoras, que atrairão os talentos de tecnologia para a empresa.

Quanto mais atividades manuais são feitas, mais o seu time fica sobrecarregado, o que resulta em uma baixa na produtividade, atrasos nos processos seletivos, contratações erradas e diversos outros problemas na hora de escalar equipes de tecnologia. Ao que parece, a lentidão é somente a ponta do iceberg.

Mais tempo, menos qualidade?

Quanto mais tempo se leva para contratar um desenvolvedor, menor a qualidade da aquisição. Lembre-se, os melhores desenvolvedores já estão empregados, o que significa que eles dificilmente irão até a sua empresa por livre e espontânea vontade.

Quando você não consegue atraí-los para os processos seletivos da sua empresa, restará a você apenas candidatos desalinhados com a oportunidade, o que não quer dizer que eles não são talentosos, mas sim que não se encaixam naquilo que o projeto precisa.

Para ter qualidade nas contratações, é necessário muito mais do que profissionais capacitados tecnicamente, eles precisam se identificar com os propósitos do negócio e acreditar naquilo em que estão trabalhando. O match precisa acontecer para que o projeto seja escalável, e isso não é possível com processos seletivos extremamente lentos.

Compartilhar:

Camila
Último artigo
O fit cultural é mais importante do que você imagina!
Próximo artigo
Desenvolvedor Júnior: como subir de nível atuando com React Native