fbpx

Terceirização ou outsourcing: veja qual é a opção ideal

Traçar um rumo no mundo dos negócios exige de gestores, empreendedores e administradores o conhecimento de quais estratégias a empresa pode adotar para conquistar a competitividade no mercado e a excelência na gestão.

No entanto, é comum no dia a dia das organizações que haja uma confusão a respeito dos termos e seus conceitos, como ocorre com a terceirização ou outsourcing que, apesar de aparentemente serem similares, têm diferenças.

Para ajudar você a esclarecer melhor cada um desses termos, vejamos o que é a terceirização ou outsourcing e por que é tão importante fazer a escolha certa para os processos e para uma saúde financeira eficiente. Continue a leitura!

O conceito de terceirização

Oferecer serviços de qualidade e garantir o bom atendimento aos usuários é um grande desafio, principalmente com um mercado competitivo que requer práticas diferenciadas para atender inúmeras demandas e as necessidades diversas de um público cada vez mais exigente.

De maneira geral, o termo terceirização se refere à transferência do gerenciamento de alguma atividade-meio para uma empresa contratada, ou melhor, para terceiros. Vale destacar que as novas regras da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) autorizam que tarefas relacionadas à atividade-fim possam ser terceirizadas.

Muitas empresas contratam serviços de consultoria, de segurança, de limpeza e restaurante, por exemplo, com o objetivo de que a prestação desses serviços seja mais eficiente e tenha menor custo do que se a mesma fosse desenvolvida sozinha.

A terceirização está ligada a atividades mais gerais e que não demandam tanta responsabilidade. Ela possibilita que empresas agreguem valor às suas atividades por meio da contratação de profissionais especializados e capacitados para sua realização.

Para que realmente a terceirização seja efetiva, é fundamental que haja uma gestão administrativa e operacional condizente com a realidade da organização.

A terceirização está ligada à redução de custos. Como assim? 

A empresa contrata uma prestadora de serviços que passa a realizar determinada atividade do seu processo de produção. Ou seja, a empresa contratante não tem nenhuma relação com o realizador da mão de obra. 

Basicamente, a função de uma empresa prestadora de serviços é intermediar o interesse do contratante da atividade com o interesse do trabalhador. Devido ao fato de o processo servir para delegar atividades a terceiros, ele leva o nome de terceirização.

Vantagens da terceirização

Uma das vantagens mais evidentes da terceirização é o foco que a empresa contratante pode ter na sua atividade principal. Essa possibilidade aumenta a especialização do negócio e garante menor esforço em treinamento e aperfeiçoamento dos profissionais.

Entre outras vantagens, destacam-se:

  • Estrutura administrativa mais simplificada, com redução dos níveis hierárquicos e de contratos com profissionais;
  • Maior agilidade nas decisões do negócio, aumentando a competitividade e aquecendo a economia de mercado;
  • Redução do desperdício, do custo dos estoques e diminuição das atividades da empresa, tornando os processos mais flexíveis e possibilitando um aprimoramento do produto sem muito investimento;
  • Aumento da produtividade, já que a empresa está envolvida na realização da atividade-fim, aumentando, assim, o ritmo e o volume de produção.

O conceito de outsourcing

O outsourcing tem como finalidade atuar em áreas mais estratégicas da organização, ou melhor, em atividades-fim. Por exemplo, nos setores de contabilidade, finanças, tecnologia da informação, entre outros.

De forma simples, esse modelo transfere as tarefas internas da companhia para outra entidade externa, não apenas para reduzir o custo com mão de obra, mas também com foco total em ganho de qualidade e redução de riscos, já que as atividades são transferidas para empresas especializadas em seus segmentos.

Através do outsourcing é possível delegar à empresa contratada a responsabilidade da equipe em relação às tarefas, aos recursos utilizados e aos resultados atingidos. Tudo fica a cargo do fornecedor.

Com isso, os recursos da organização passam a se voltar exclusivamente para o core business da empresa, aumentando a produtividade e principalmente a competitividade.

Razões para o outsourcing

O outsourcing é uma prática empresarial cada vez mais comum nos dias de hoje. Isso porque, além de possibilitar uma melhor previsibilidade orçamentária, o uso desse método reduz significativamente os gastos com capacitações, já que os profissionais são treinados, o que é muito mais ágil e produtivo do que montar uma estrutura própria.

Mas existem outras razões que fazem do outsourcing uma escolha ideal para sua empresa:

Reduz e controla os custos operacionais

Quando o gestor aplica o conceito de outsourcing aos negócios, elimina os custos associados à contratação de um empregado, tais como gestão, formação, obrigações trabalhistas, entre outros.

Melhora o foco da organização

O outsourcing permite que gestores e todos os envolvidos se concentrem no que realmente gera valor para a empresa, ou seja, nas suas competências essenciais. 

Profissionais altamente qualificados

O investimento sobre o retorno é muito maior do que o gestor imagina. Em vez de apenas contratar um único profissional que possui habilidades restritas a determinadas funções, é possível se beneficiar de experiências coletivas de uma equipe profissional multidisciplinar.

Empresas de TI terceirizadas geralmente exigem no processo de escolha da equipe que os profissionais tenham formação adequada, especializações e certificações.

Externalização maximiza os processos internos

O outsourcing permite que os funcionários executem melhor suas funções, otimizando o tempo e deixando atividades para quem realmente entende do assunto.

Maximiza os benefícios de uma reestruturação

Quando a empresa está reestruturando seus processos para reduzir custos, qualidade, serviço ou produtividade, acaba deixando de lado a TI. No entanto, o outsourcing é uma forma ideal de suprir essa necessidade.

Quando não escolher nem terceirização nem outsourcing

Quando você possui muitas demandas core business, fica complicado qualquer uma das opções acima. Afinal, você precisa de pessoas que pensem no longo prazo da sua organização. 

No entanto, você ainda precisa de velocidade e qualidade da escala do time que essas estratégias podem trazer.

Qual o melhor dos dois mundos? 

Nessa situação, a melhor opção é uma alocação de profissionais com a possibilidade de absorção por você depois de um certo período. Dessa forma, você consegue ter a velocidade, flexibilidade e qualidade de uma terceirização. Com a confiança de um time interno. 

Chamamos isso de “talent as a service”

Quer saber mais sobre o assunto? Peça um contato pelo formulário que entendemos como podemos te ajudar. Aguardamos você.

Públicações relacionadas

Marketplace de talentos de tecnologia: o que você precisa saber

Você já ouviu falar sobre o marketplace de talentos de tecnologia? Esse novo modelo de negócios tem conquistado muitas empresas Ler o artigo completo

O futuro das relações de trabalho no mercado de tecnologia

As empresas precisam se adaptar! Quem trabalha no mercado de tecnologia sabe que as relações de trabalho mudaram, tendo em Ler o artigo completo

Contratar desenvolvedores: por que está ficando mais difícil para as startups?

A tarefa de contratar desenvolvedores tem se tornado um grande desafio para grande parte das startups. Com o grande aumento Ler o artigo completo

O que são organizações exponenciais?

Historicamente a grande maioria das empresas buscam um crescimento acelerado, afinal, crescimento (na maioria dos casos), traz aumento nos lucros Ler o artigo completo

Veja todos os nossos artigos