Já ouviu falar de upstream kanban? Sabe como funciona?

Bem, nesse artigo vou dar uma breve explicação sobre o que é upstream kanban e como ele funciona? Confere ai.

O que é upstream kanban?

O upstream kanban, é o quadro com um workflow que precede o desenvolvimento. Normalmente utilizado pelo P.O., P.M. ou qualquer outro tipo de gestor de projeto.

Ele é formado pelas fases que antecedem o downstream kanban, que é o quadro utilizado pela equipe de desenvolvimento.

O upstream kanban é uma ótima opção, para garantir que a demanda chegará para o dev team, bem definida e refinada. As fases que o compõe são customizáveis de acordo com as necessidades do projeto e também formação da equipe.

Quais as etapas do upstream kanban?

Assim como no kanban de desenvolvimento, no upstream kanban você deve definir as etapas de acordo com o seu fluxo de trabalho. E também deve encará-lo como um processo evolucionário.

Ou seja, não adianta você colocar uma infinidade de etapas, se não houver tempo ou necessidade de executá-las. A ideia aqui é garantir uma demanda bem definida para o seu time, mas algo que seja possível de se realizar e tempo hábil. Afinal, não queremos criar gargalos, antes do desenvolvimento iniciar.

 Entrada

Nessa fase são adicionadas as demandas que são puxadas do backlog do produto. Aqui também podem surgir demandas novas, que o cliente ou o próprio P.M. do produto acreditam ser necessárias, considerando o negócio e o momento do mercado.

Pré-refinamento

Nessa etapa, o gestor do projeto deverá ter um entendimento melhor da demanda. Sendo assim, o cliente é um papel fundamental aqui. Pode-se também envolver stackholders e até mesmo pessoas do dev team que tenham conhecimento do negócio.

Refinamento

Depois de entender o objetivo da demanda, está na hora do gestor do projeto definir os critérios de aceite que devem ser cumpridos para realização da demanda.

Além disso, ele pode também escrever os casos de teste para garantir a entrega. Nessa fase, são criados os chamados épicos.

Quebra

Após ter definido o que deverá ser desenvolvido e entregue pelo time. O gestor pode juntamente com a equipe de desenvolvimento, realizar a quebra dos épicos.

Eles devem ser divididos em atividades menores, para facilitar o desenvolvimento e entendimento do que precisa ser feito.

Neste artigo, Como escrever tarefas para o time de desenvolvimento?. Eu falo um pouco sobre a estrutura dos cards do board. Isso pode ajudar no entendimento do time.

Priorização

Depois de realizar todas essas etapas, chegou a hora de priorizar as atividades que precisam ser desenvolvidas.

Neste momento, o gestor deve considerar não só uma ordem lógica de tarefas que possuem dependência entre si. Mas também o que agrega mais valor para o negócio.

O que vem depois do upstream kanban?

Ao final do upstream kanban, começamos o fluxo do downstream kanban. Este último, é o board do desenvolvimento em si.

No artigo Kanban aplicado ao desenvolvimento de software, eu falo um pouco sobre os conceitos e como estruturar um kanban para o seu time.

Indo um pouco além…

Da mesma forma que monitoramos o dowstream, podemos também medir os resultados do upstream kanban. Então a pergunta que fica agora é Como medir os resultados do Kanban?

Devemos lembrar que o Kanban é um fraemework muito eficiente, e que pode auxiliar muito na identificação de gargalos no processo e o que precisa ser melhorado. Por isso, é uma ferramenta poderosa que pode ser utilizada em um processo de melhoria contínua.

Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário.

Entre com seus dados para a ligação.